Notícias | USCC

United SportsCar Championship

Último Campeão ALMS abandona o USCC

por Hugo Ribeiro, 17 de Abril de 2014 2 Comentários

© IMSA

No novo reino da NASCAR, o United Sportscar Championship, as deserções continuam em ritmo certo. Depois da saída de cena da Level 5 Motorsports e da Turner Motorsport, segue a última campeã ALMS: a Muscle Milk Pickett Racing. O mais completo falhanço da classe de protótipos e do BoP que tenta equiparar DP e LMP2 faz a primeira vítima... e não será a única.

Segundo o site norte-americano Racer.com, a Muscle Milk Pickett Racing — a última campeã do extinto ALMS — não irá alinhar mais no USCC com o seus Oreca 03 Nissan. A equipa norte-americana havia anunciado que não alinharia nas provas de Long Beach e Monterey, circuitos teoricamente mais favoráveis aos protótipos LMP2, de forma a avaliar a evolução do BoP na classe de protótipos que tem tentado (ou não...) equiparar DP, LMP2 e o DeltaWing numa única classe. A equipa não precisou de muito para chegar a uma conclusão: o fim do programa LMP é o caminho a seguir perante a incapacidade da IMSA em equilibrar o plantel, embora haja quem acredite que nunca houve de facto grande vontade em equilibrar o quer que fosse.

Por outras razões, não directamente ligadas ao BoP na classe de protótipos, a Level 5 Motorsports e a Turner Motorsport (ambas a competir na classe GTD) já haviam decido abandonar o USCC rumo a outras paragens, e o futuro da Muscle Milk Pickett Racing deverá ser o mesmo. O chassis adquirido à Oreca irá continuar na posse da equipa, e quem sabe poderá ainda vir a ser utilizado no futuro - lembremos que, durante o defeso, a equipa americana chegou a ponderar alinhar no WEC.

Mas as saídas não deverão ficar por aqui. A OAK Racing, que praticamente decidiu abandonar o WEC em favor do USCC (embora a G-Drive Racing seja de facto a OAK Racing) também se tem mostrado muito desagradada com o rumo das coisas neste campeonato. A equipa francesa decidiu concentrar-se nos EUA, numa operação de charme para procurar potenciais clientes para os seus protótipos, acção que a cada prova que passa se revela inútil: por muito competitivo que o Morgan Nissan ou, futuramente, o Ligier JSP2 (alegadamente desenvolvido a pensar no mercado americano) sejam, não conseguem bater os Daytona Prototipes.

Fonte: Racer.com