Notícias | Portugueses | WEC

WEC / 6H Fuji

Toda a Informação sobre as 6H de Fuji: Antevisão, Inscritos, Programa e Transmissão

por Hugo Ribeiro, 17 de Outubro de 2013 2 Comentários

1003854_388254977949817_1777488683_n

As 6 Horas de Fuji, no Japão, é a etapa que se segue no Campeonato Mundial de Resistência (WEC) que caminha agora para a sua conclusão. No circuito Japonês, Toyota e Audi irão uma vez mais medir forças com o construtor nipónico a apostar claramente em obter aqui, pelo menos, o seu "ponto de honra" da temporada. Na LMP1, tirando a luta pela vitória na própria corrida, o interesse do Campeonato já terminou mas nas restantes classes, a luta é ainda grande com várias equipas a discutir os respectivos títulos. Haverá razões para acordar tão cedo, ou nem sequer ir à cama no próximo domingo de madrugada? Mas há duvidas que há?

O WEC prossegue este fim-de-semana no Japão, na casa da Toyota. As 6 Horas de Fuji, que terão lugar no circuito com o mesmo nome, e que é propriedade da Toyota, irão ser para o construtor nipónico um momento de verdade: depois de um prova extremamente positiva em Austin, só a vitória interessa e para isso, dois TS030 voltaram a estar em pista. Do outro lado, a Audi pode conquistar já em Fuji o título de construtores, e que melhor sitio para o fazer do que o quintal do rival? Quanto ao de pilotos, a luta é interna no seio da Audi, e já tivemos mostras de que com nom senso e sempre com o resultado da equipa em primeiro lugar, a Audi deixará os seus pilotos lutarem entre sí, o que só beneficia o espectáculo.

Nas restantes classes, tudo em aberto com emoção garantida em Fuji, e quase certamente nas duas provas que faltam dado que nada deverá ficar resolvido, ou quase, em Fuji. Portugueses há dois, os clientes do costume: Lamy e Águas!

Antevisão

LMP1: Toyota Procura vencer em Casa

O WEC prossegue este fim-de-semana no Japão, na casa da Toyota. As 6 Horas de Fuji, que terão lugar no circuito com o mesmo nome, e que é propriedade da Toyota, irão ser para o construtor nipónico um momento de verdade: depois de um prova extremamente positiva em Austin, com o LMP a mostrar-se capaz de ombrear com o seu rival, só a vitória interessa e para isso a Toyota Hybrid Racing volta a colocar dois TS030 em pista. Ao #8 de DavidsonSarrazin e Buemi, junta-se apenas para esta prova o #7 com Würz, Lapierre e Nakajima. 

Do outro lado temos uma  Audi Sport Team Joest totalmente dominado até ao momento, que pretende já no Japão selar um dos dois títulos mundiais em disputa: o de construtores. No que toca a pilotos, com ainda 78 pontos em disputa (entre vitórias e pole-positions) a luta está longe de terminada, mas o Audi #2 de de KristensenMcNish e Duval levam uma vantagem já significativa de (33 pontos) sobre os seus colegas de equipa do #1, os actuais Campeões Mundiais,  LottererTréluyer e Fässler.

A única equipa privada LMP1, a Rebellion Racing, têm jornada dupla este fim-de-semana com a prova do WEC em Fuji e Petit Le Mans nos EUA, o canto do cisne chamado ALMS. Não há muito a dizer tirando o óbvio: o Lola B12/60 Toyota é um excelente carro, a equipa suíça tem conseguido este por sua conta desde o colapso da Lola, mas chegar ao pé das equipas de fábrica é impossível. Com Nicolas Prost e Nick Heidfeld concentrados em Petit Le Mans, Mathias Beche terá ao seu lado Andrea Belicchi para a tarefa de levar o carro até ao fim e tentar ganhar um pódio à custa de algum azar entre os quatro carros da Audi e Toyota.

LMP2: OAK e Pecom a ferro e fogo... com a G-Drive em crescendo

OAK Racing, Pecom Racing e G-Drive Racing serão as equipas a seguir em Fuji na classe LMP2, numa luta a quatro (dois carros da OAK Racing) pelo título na classe. Os russos da G-Drive Racing serão os pior posicionados, fruto da desclassificação em Le Mans, mas desde então, duas vitórias de grande nível (e dominadoras) recolocaram a equipa na senda do título, com RusinovMartinConway a revelarem um enorme entrosamento ao volante do Oreca Nissan #26.

Apenas a vitória interessa à G-Drive Racing pois à sua frente seguem dois dos Morgan Nissan da OAK Racing, o #24 de Pla, Heinemeier-Hansson e Brundle (mais 19 pontos) e o #35 de BaguetteGonzalez e Plowmann (mais 29 pontos), e na liderança (com mais 32 pontos) a Pecom Racing e o Oreca Nissan #49 de Perez-CompacMinassian e Kaffer. Em situação normal, serão estes a discutir o título até ao Bahrain, mas se a pressão chega à Pecom da mesma forma como ainda em Austin chegou à OAK, haverá campeonato a quatro até ao final... Por isso, se estão descontentes com a LMP1, é só olhar um bocadinho mais atrás até porque, são quatro corridas dentro da corrida no WEC.

Pelo caminho ficaram já algumas das favoritas no início da temporada, nomeadamente a ADR-Delta (Oreca Nissan), a Lotus — que começa a dar alguns sinais de competitividade, pelo menos ao nível da fiabilidade do carro — e a Greaves Motorsports (Zytek Nissan), com está última a abrir lugar à Garner Internacional em Fuji, já a preparar um potêncial participação a tempo inteiro da equipa japonesa embora objectivo declarado neste momento é o regresso a Le Mans, onde já marcou presença em 2005 então a estrear o Dome S101HB Mugen LMP1. Wirdheim e Hiranaka serão os principais pilotos — competindo juntos no Super GT pela mesma equipa … ao qual se junta o piloto "prata" Ueda, que no seu currículo têm várias vitórias no super competitivo Super GT e dois títulos Formula Nippon. Outra das adições será o Morgan Nissan dos chineses (pelo menos no registro) da KCMG.

GTE: Porsche vs Ferrari vs Aston Martin... Parte VI

Na classe rainha dos GTs, a GTE Pro, são poucos... , mas muito bons. A luta é a três e está ao rubro com a Porsche e a Ferrari (AF Corse) empatadas na liderança, seguindo-se a Aston Martin a apenas 10 pontos. Falamos, claro está, nos três melhores carros dos construtores envolvidos, e no que toca a pilotos, Bruni e Fisichella, no Ferrari 458 italia #51 da AF Corse lideram com mais 3 pontos que Lietz e Lieb no Porsche 911 RSR #92 da Porsche AG Team Manthey. A Aston Martin Racing segue a 10 pontos da dupla da Porsche, como o Aston Martin Vantage #97 de TurnerMücke, que em Fuji terá a preciosa ajuda de Makowiecki, que é provavelmente o mais rápido piloto de GTs no WEC na actualidade. Se acharem que a corrida lá na frente, entre os LMP1, são favas contadas ou é pouco entusiasmante, é só deixar de lamúria e colocar os olhinhos na GTE Pro.

O construtor inglês coloca claramente toda a carne no assador na luta pelo título Mundial na GTE Pro, e repete a dose na GTE Am com Senna a juntar-se à dupla dinamarquesa (substituindo Thiim apenas nesta prova) Nygaard Poulsen, enquanto que um dos piloto que trabalhou para a conquista do Campeonato Britânico de GT de 2013 para a Aston Martin, Adam, dá uma mãozinha aos actuais líderes do Campeonato, a dupla HallCampbell-Walter. Do outro lado da barricada, e prontos para proporcionar mais uma bem animada e discutida corrida na classe, estão Palttala e os actuais segundo classificados do Campeonato pela IMSA Performance Matmut (Porsche), NaracVernay, e o português Rui Águas na companhia de PotolicchioRigon no Ferrari da 8Star Motorsport, que seguem na terceira posição.

Para Fuji, não descurar ainda a performance dos ainda Campeões em Título, a Larbre Competition, que viram o seu Corvette receber um bocadinho mais de ar nos "pulmões" após o restritor ter ficado 0.6mm mais largo, assim como o Porsche da Proton Competition, de Ried, RodaRuberti, cuja classificação está longe de espelhar a qualidade da tripla, mas que revela o elevado nível competitivo do pelotão mundial pro-am.

Portugueses
Não há nada a acrescentar neste capitulo: Pedro Lamy e Rui Águas estão de novo em pista, para mais uma etapa do WEC. Pedro Lamy, ao volante do Aston Martin Vantage #98, irá ter a segunda melhor oportunidade do ano para obter um bom resultado dado que o Paul Dalla Lana ficou onde deveria ter ficado toda a temporada, ou seja, a assistir de fora. Richie Stanaway fará companhia a Lamy, e embora o neozelandês não tenha (toda) a rapidez dos seus companheiros de equipa, pelo menos não irá ter o papel de lastro... Pena é que Bruno Senna não se tenha juntado a eles, como chegou a ser equacionado pela equipa.

Quanto a Rui Águas, os malabarismos da Aston Martin Racing com a questão da categoria dos pilotos — que levaram mesmo a "sua" 8Star Motorsports (Ferrari) a ameaçar ficar de for até ao final da temporada caso a FIA não interviesse — provavelmente deitaram por terra o sonho do título dada a vantagem pontual obtida. Uma lacuna no regulamento, permitiu que o construtor britânico utilizasse apenas dois pilotos por carro, um deles profissional, contra os três (dois deles considerados amadores) que o espirito das regras pretendia, mas que na verdade não deixou claro, apesar das restantes equipas da classe GTE Am terem respeitado. Mas, mes que o título seja uma miragem, a equipa de Enzo Potolicchio mantêm-se como uma forte candidata às vitórias, e em Fuji não será diferente.

ESTATÍSTICAS

Recorde da Pista

Qualificação: Kazuki Nakajima, Toyota TS030, (Toyota Racing), 1:27.499 (WEC, 2012)
Corrida: Kazuki Nakajima, Toyota TS030, (Toyota Racing), 1:28.088 (WEC, 2012)

Resultados em 2012

Pole Position: Kazuki Nakajima, Toyota TS030, (Toyota Racing), 1:27.499
Vencedor: Nicolas Lapierre / Alexander Würz / Kazuki Nakajima, Toyota TS030, (Toyota Racing), 233 voltas
VMR: Kazuki Nakajima, Toyota TS030, (Toyota Racing), 1:28.088

Vencedores das 6 Horas de Fuji

(JLMC/WEC)
Formato 1000 Km
2007, JLMC: Hideki Noda / Shinsuke Yamazaki, Zytek 04s (Hitotsuyama Racing)
Formato 6 Horas
2012, WEC: Nicolas Lapierre / Alexander Würz, Toyota TS030 (Toyota Racing)

AS EQUIPAS, OS CARROS, OS PILOTOS

[table “604” not found /]

Programa e transmissão

As soluções para acompanhar as as 6 Horas do Circuito das Américas são variadas:

  • A Radio Le Mans, como é já uma tradição, irá transmitir via web radio todas as sessões, sem excepção e na íntegra.
  • Em termos de transmissão televisiva, a corrida poderá ser acompanhada, também na íntegra, no canal Motors TV, com os excelentes comentários por parte da equipa Radio Le Mans, em inglês. A Eurosport transmite apenas os últimos 85 minutos de prova, e os comentários, como sempre, estão a cargo de João Carlos Costa e Ricardo Grilo.
  • Uma alternativa para quem não tem acesso ao canal Motors TV ou Eurosport, passa por acompanhar via live streaming (ou web tv) no site oficial do WEC (com os comentários da Radio Le Mans também), onde poderão também consultar o live timing.

HORÁRIOS (PROGRAMA E TRANSMISSÃO)

Sexta-Feira, 20 de Setembro
Início Fim Evento Sessão web radio web tv tv
03:00 04:30 WEC Treino Livre 1 Radio Le Mans WEC/ACO
07:30 09:00 WEC Treino Livre 2 Radio Le Mans WEC/ACO
Sábado, 21 de Setembro
Início Fim Evento Sessão web radio web tv tv
01:30 02:30 WEC Treino Livre 3 Radio Le Mans WEC/ACO
05:20 05:45 WEC Qualificação GTE Pro & GTE Am Radio Le Mans WEC/ACO
05:55 06:20 WEC Qualificação LMP1 & LMP2 Radio Le Mans WEC/ACO
Domingo, 20 de Outubro
Início Fim Evento Sessão web radio web tv tv
03:00 09:00 WEC Corrida Radio Le Mans WEC/ACO Motors TV/Eurosport

Links Úteis

Radio Le Mans live streaming (Web Radio) em www.radiolemans.com
WEC live timing e live streaming (Web TV) em live.fiawec.com
ACO live timing e live streaming (Web TV) em www.lemans-tv.com
Spotter Guide em www.spotterguides.com

Horários TV (Directos)

Motors TV Eurosport
02h30 → 09h30 07h35 → 09h00 EI