Le Mans | Notícias | Opinião | WEC

WEC / 24H Le Mans: Teste Oficial

Toda a Informação sobre as 24H de Le Mans: As entrelinhas do teste Oficial

por Pedro Correia, 8 de Junho de 2014 2 Comentários

© FIA WEC

A Toyota confirmou no Dia de Teste das 24 horas de Le Mans o bom momento de forma que faz com que esteja invicta no Campeonato do Mundo de Resistência (WEC). Melhor volta, melhor primeiro e terceiro sectores e apenas a um décimo de segundo do melhor tempo do segundo sector, além de perderem muito pouco em velocidade de ponta para a Porsche.

Mas o que dominará a maior parte das conversas serão os melhores tempos nos parciais de cada carro e que tempos por volta seriam obtidos numa combinação destes. Mas até que ponto os resultados desse exercício serão válidos?

Analisando os tempos parciais e as velocidades máximas, a que se juntam em Le Mans os parciais em secções específicas da pista, nota-se que raramente os bons tempos no segundo e no terceiro sectores (o primeiro sector é bastante curto comparado com os restantes) surgem na mesma série de voltas entre paragens nas boxes, ou seja, há determinadas condições em que se conseguem obter bons tempos num sector que são prejudiciais no outro.

É natural as equipas testarem diversas opções de acerto dos carros com ganhos e perdas em diferentes pontos da pista, mas a tendência seria os grandes construtores, principalmente Audi e Toyota, que somama experiência dos anos anteriores ao trabalho feito nos simuladores, chegarem a este teste com os trabalhos de acerto bastante adiantados. Mas os carros totalmente novos a somar a parte da pista re-asfaltada resultou em mais alternativas a validar, e daí maiores variações nos tempos entre parciais.

No entanto, a diferença radical veio da utilização dos sistemas de recuperação de energia e da ausência de restrições dos locais onde a energia pode ser utilizada, seja ela a energia regenerada, seja o caudal de combustível, pois mesmo aí, havendo um limite por volta, há também um limite instantâneo, o que sugere que poderá haver uma gestão de utilização do combustível alocado. Na Audi, com apenas 2 MJ disponíveis, a diferença não será tão significativa, mas nos casos de Toyota e, especialmente, Porsche haviam muitas possibilidades de testar como tirar partido dos 6 MJ de energia dos seus ERS, pelo que também a predominância na utilização dos ERS influencia a capacidade de realizar tempos canhão em determinado sector.

Melhor Tempo Diferença Tempo Ideal Diferença Tempo X
Toyota #8 3:23,014 +0,527 3:22,487 -0,394 3:22,881
Toyota #7 3:23,156 +0,601 3:22,555 0,000 3:22,555
Audi #3 3:23,799 +0,259 3:23,540 -0,259 3:23,799
Audi #1 3:24,453 +0,954 3:23,499 -0,426 3:23,925
Porsche #14 3:24,692 +0,163 3:24,529 0,000 3:24,529
Audi #2 3:24,757 +0,413 3:24,344 0,000 3:24,344
Porsche #20 3:24,911 +0,405 3:24,506 0,006 3:24,500

Assim, comparamos os tempos das melhores voltas, os tempos ideais que resultam da soma dos melhores parciais de cada carro e por fim o que denominamos de Tempo X. O Tempo X foi obtido usando o mesmo princípio do tempo ideal mas aplicado aos melhores parciais de cada série de voltas, entre idas às boxes. Assim, o Tempo X corresponde ao melhor tempo obtido depois de calculadas todas as séries de voltas.Isto tem por objectivo perceber até que ponto cada carro conseguiu ser rápido em todos os sectores, sem a variável das afinações diferentes.

No caso do carro mais rápido dos treinos, o Toyota #8, o seu tempo ideal seria melhor em mais de meio segundo, mas os melhores parciais não foram realizados nas mesmas condições, pois os melhores tempos no primeiro parcial foram realizados numa fase diferente da sessão, numa série de voltas em que o melhor registo no terceiro sector ficou a 7 décimos de segundo do melhor sector do mesmo carro e com uma velocidade de ponta bastante superior à série de voltas onde realizou os melhores registos nos segundo e terceiro sectores.

Pelo contrário, o #7 realizou os melhores parciais na mesma série de voltas, (e também a melhor volta), sendo, no entanto, a diferença entre a melhor volta e o tempo ideal superior ao outro carro da Toyota.

Volta Sector 1 Sector 2 Sector 3 Vel. Máx.
1:20.322 1:34.943 303.0
3:24.569 0:32.234 1:17.793 1:34.542 312.7
3:23.156 0:32.236 1:17.830 1:33.090 316.3
3:23.208 0:32.291 1:18.389 1:32.528 322.9
4:36.160 0:34.832 1:42.174 2:19.154 219.0

Analisando essa série de voltas observamos que a melhor volta não correspondeu a nenhum dos melhores parciais, tendo ficado muito perto nos dois primeiros, mas perdendo mais de meio segundo no último. Por fim, na volta correspondente ao melhor terceiro sector, perdeu o mesmo meio segundo no segundo sector. O mesmo acerto parece indiciar maior uso do ERS no terceiro sector, em prejuízo do segundo. Também observamos que, nesta mesma volta, a velocidade máxima foi um pouco superior, mas curiosamente tal não significou um melhor segundo sector, onde esta é medida. O que é comum ao outro Toyota, com melhores velocidades de ponta a não corresponderem a melhores tempos nas longas rectas do segundo sector.

O Audi #3 é um caso um pouco diferente: o melhor tempo da sessão da manhã correspondeu aos melhores primeiro e terceiro sectores e um tempo a pouco mais de dois décimos no segundo. Foi também o único carro a não melhorar os tempos na parte da tarde, dedicando-se a outros trabalhos, nomeadamente a simulação de stints de corrida. Mas foi um carro que sempre foi muito consistente na obtenção dos melhores registos parciais, indiciando ter um bom acerto base para a corrida e com velocidades de ponta bastante altas, ou seja, com pouco apoio aerodinâmico, sempre importante para obter os melhores consumos.

O Audi #1 teve um comportamento oposto, sendo um dos melhores exemplos de que as boas séries de voltas no segundo sector correspondiam a maus tempos no terceiro e vice-versa. Daí a diferença de quase um segundo entre a melhor volta e a volta ideal.

Os três carros no final da tabela de tempos obtiveram tempos idênticos entre volta ideal e tempo X, o que indica melhores parciais na mesma série de voltas. Ainda assim, o Audi #2 e o Porsche #20 mostram uma variação de quatro décimos de segundo entre as melhores voltas e os tempos ideais, o que juntando às velocidades medidas nas voltas que deram a obtenção dos cronos parciais que houve ligeiras diferenças na gestão da energia disponível, já que não há diferenças de afinação a justificá-lo.

Sector 1 Sector 2 Sector 3 Vel. Máx. Absoluta
Crono Vel. Máx. Crono Vel. Máx. Crono Vel. Máx. Registo Crono
Toyota #8 0:32.179 305.6 km/h 1:17.851 297.2 km/h 1:32.457 296.4 km/h 336.0 km/h Entrada nas boxes
Toyota #7 0:32.234 312.7 km/h 1:17.793 312.7 km/h 1:32.528 322.9 km/h 334.9 km/h Entrada nas boxes
Audi #3 0:32.213 320.1 km/h 1:18.221 326.8 km/h 1:33.106 320.1 km/h 332.9 km/h 3:28.183
Audi #1 0:32.237 314.5 km/h 1:18.339 322.9 km/h 1:32.923 321.0 km/h 333.9 km/h 3:27.517
Porsche #14 0:32.739 318.2 km/h 1:17.658 318.2 km/h 1:34.132 318.2 km/h 332.9 km/h Saída das boxes
Audi #2 0:32.467 326.8 km/h 1:18.260 326.8 km/h 1:33.617 320.1 km/h 332.9 km/h Saída das boxes
Porsche #20 0:32.894 330.8 km/h 1:17.667 332.9 km/h 1:33.584 324.9 km/h 339.1 km/h 3:39.848

As velocidades máximas dizem respeito à 'speed trap' antes da primeira chicane, sendo a indicação dos sectores apenas respeitante aos tempos cronometrados.

Mesmo os rivais não necessitaram de grandes proezas em termos de velocidade de ponta para realizarem os seus melhores tempos no segundo sector, que é basicamente constituído por três longas rectas e duas chicanes, o que parece indicar que os ERS utilizados à saída das zonas mais lentas darão mais vantagem do que reservar a energia por alguns segundos para ajudar a obter uma maior velocidade de ponta.

Também as velocidades máximas se revelam intrigantes. Os momentos em que se registaram raramente corresponderam a voltas rápidas, com excepção dos Audi #1 e #3, sendo as restantes registadas em voltas de saída ou regresso das boxes em quatro dos carros e numa volta francamente má do Porsche #20. Também aqui parece ter havido lugar a experiências com a libertação da energia dos ERS. E, pelas diferenças de velocidade para a grande parte das voltas, a sétima velocidade poderá ser usada mais para poupança de combustível do que para performance pura.

Observando-se pouca consistência de andamentos ao longo das voltas, com as razões apontadas, aliadas ao tráfego, a poderem explicar tais oscilações, contabilizamos a quantidade de registos em que cada protótipo ficou a menos de um segundo do melhor tempo no segundo e terceiro sectores. Com o primeiro sector a ser bastante mais curto, consideramos os tempos abaixo dos 33 segundos.

Registos abaixo do tempo de referência Sector 1 Sector 2 Sector 3 Simultaneamente
Melhor tempo 0:32.179 1:17.658 1:32.457 Sector 2 e
Referência 0:33.000 1:18.658 1:33.457 Sector 3
Audi #1 26 5 4 1
Audi #2 27 4 0 0
Audi #3 11 5 1 1
Toyota #7 35 9 3 3
Toyota #8 34 19 8 6
Porsche #14 3 14 2 2
Porsche #20 4 30 0 0

 

Tanto os Toyota com os Audi #1 e #2 realizaram muitos tempos dentro do intervalo considerado, no primeiro sector, ao contrário dos Porsche, o que não surpreende pois eram cerca de 6 décimos de segundos mais lentos que os rivais. O Audi #3 ficou entre os Porsche e os restantes carros.

No segundo sector os melhores tempos foram para os dois Porsche, mas o Toyota #8 acabou por realizar mais voltas dentro do intervalo considerado do que o Porsche #14 e muito poucos registos para os Audi.

No terceiro sector ninguém foi consistentemente rápido, tendo mesmo dois carros ficado sem registar nenhuma volta a menos de 1 segundo do melhor tempo, com o Audi #3 apenas a fazê-lo por uma vez. Mesmo o carro mais consistente, o Toyota #8, apenas realizou oito registos no intervalo considerado, indicando que os tempos neste sector só saiam em circunstâncias muito especiais.

Outro indicador que observamos foi a quantidade de voltas em que cada carro conseguiu ficar a menos de 1 segundo do melhor parcial, simultaneamente no segundo e no terceiro sectores, para tentar perceber até que ponto as voltas realizadas foram consistentes. E, nestas circunstâncias, tivemos apenas 13 voltas que respeitaram estas condições, e mais uma vez com prevalência do Toyota #8 que assumiu a responsabilidade de quase metade das mesmas.

Comparando com os melhores tempos absolutos (considerando qualificação e corrida) do ano passado, a pista revelou-se meio segundo mais lenta no primeiro sector, mais de um segundo mais rápida no segundo e quase um segundo mais lenta no terceiro. Sabendo-se da instalação de novas lombas, bastante altas, na chicane Ford, desaconselhando os atalhanços, verificamos que é precisamente na chicane Ford que se perde grande parte deste tempo no terceiro sector.

Sector 1 Sector 2 Sector 3 Chicane Ford
2013 0:31.639 1:18.812 1:31.468 0:05.209
2014 0:32.179 1:17.667 1:32.457 0:06.011
Diferença +0.540 -1.145 +0.989 +0.802

Sendo um ponto que condiciona a velocidade com que se cruza a meta, este ponto poderá também ser responsável por parte da perda no primeiro sector, mas tal não nos é possível quantificar. Os tempos dos Porsche neste ponto colocam-nos mais ao nível dos Rebellion e dos LMP2 do que dos rivais directos, o que poderá explicar-se pelos problemas de suspensão e semi-eixos revelados nas provas anteriores e que desaconselharão abordagens mais agressivas aos correctores.

WEC / 24H Le Mans — Teste Oficial: Tempos

Tabela ordenada pelo melhor tempo das duas sessões
P.ºN.Cl.EquipaChassis - MotorTempo 1Tempo 2P. Cl.
1.º8P1Toyota RacingToyota TS040 Hybrid3:25.8813:23.014[ 1.º ]
2.º7P1Toyota RacingToyota TS040 Hybrid3:26.3713:23.156[ 2.º ]
3.º3P1Audi Sport Team Joest [ Albuquerque ]Audi R18 e-tron quattro3:23.7993:24.453[ 3.º ]
4.º1P1Audi Sport Team JoestAudi R18 e-tron quattro3:27.5173:24.453[ 4.º ]
5.º14P1Porsche TeamPorsche 919 Hybrid3:27.7703:24.692[ 5.º ]
6.º2P1Audi Sport Team JoestAudi R18 e-tron quattro3:26.8863:24.757[ 6.º ]
7.º20P1Porsche TeamPorsche 919 Hybrid3:26.1793:24.911[ 7.º ]
8.º12P1Rebellion RacingRebellion Toyota R-One3:37.4953:31.700[ 8.º ]
9.º13P1Rebellion RacingRebellion Toyota R-One3:36.6373:33.043[ 9.º ]
10.º26P2G-Drive RacingMorgan Nissan3:42.0123:37.795[ 1.º ]
11.º48P2Murphy PrototypesOreca 03 Nissan3:41.3643:38.286[ 2.º ]
12.º36P2Signatech AlpineAlpine A450 Nissan3:39.9223:39.026[ 3.º ]
13.º35P2OAK RacingLigier JS P2 Nissan3:41.9243:39.191 [ 4.º ]
14.º47P2KCMGOreca 03 Nissan3:41.7213:39.475[ 5.º ]
15.º34P2Race PerformanceOreca 03 Judd3:42.3203:39.568[ 6.º ]
16.º38P2Jota SportZytek Z11SN Nissan3:41.2683:39.849[ 7.º ]
17.º24P2Sebastien Loeb RacingOreca 03 Nissan3:42.3633:40.171[ 8.º ]
18.º46P2Thiriet By TDS RacingLigier JS P2 Nissan3:44.2883:40.908[ 9.º ]
19.º37P2SMP RacingOreca 03 Nissan3:42.6853:41.033[ 10.º ]
20.º42P2Caterham RacingZytek Z11SN Nissan3:46.9033:41.086 [ 11.º ]
21.º43P2Newblood By Morand RacingMorgan Judd3:41.6913:41.656[ 12.º ]
22.º29P2Pegasus RacingMorgan Nissan3:47.4123:43.156[ 13.º ]
23.º41P2Greaves MotorsportZytek Z11SN Nissan3:48.6113:43.261[ 14.º ]
24.º27P2SMP RacingOreca 03 Nissan3:47.7663:43.499 [ 15.º ]
25.º50P2Larbre CompetitionMorgan Judd3:48.4593:43.924[ 16.º ]
26.º33P2OAK Racing Team AsiaLigier JS P2 HPD3:52.2323:45.260[ 17.º ]
27.º0G56Nissan Motorsports GlobalNissan ZEOD RC3:52.5743:54.145
28.º92ProPorsche Team MantheyPorsche 911 RSR4:00.2283:57.260[ 1.º ]
29.º90AM8Star MotorsportsFerrari 458 Italia4:01.1903:57.403[ 1.º ]
30.º51ProAF CorseFerrari 458 Italia3:57.9823:57.483[ 2.º ]
31.º72AMSMP RacingFerrari 458 Italia4:02.7453:57.569[ 2.º ]
32.º52ProRAM Racing [ Parente ]Ferrari 458 Italia3:58.5373:57.993[ 3.º ]
33.º74ProCorvette RacingChevrolet Corvette C73:59.2893:58.403 [ 4.º ]
34.º61AMAF CorseFerrari 458 Italia4:00.5783:58.440[ 3.º ]
35.º60AMAF CorseFerrari 458 Italia3:59.2963:58.565[ 4.º ]
36.º71ProAF CorseFerrari 458 Italia4:00.0383:58.905[ 5.º ]
37.º81AMAF CorseFerrari 458 Italia4:00.4103:58.917 [ 5.º ]
38.º73ProCorvette RacingChevrolet Corvette C73:59.5293:59.192 [ 6.º ]
39.º58AMTeam Sofrev ASPFerrari 458 Italia4:02.5193:59.246[ 6.º ]
40.º53AMRAM RacingFerrari 458 Italia4:00.5963:59.248[ 7.º ]
41.º88AMProton CompetitionPorsche 911 RSR3:59.413[ 8.º ]
42.º97ProAston Martin RacingAston Martin Vantage V84:02.3503:59.561[ 7.º ]
43.º75AMProspeed CompetitionPorsche 911 GT3 RSR4:01.4913:59.601[ 9.º ]
44.º95AMAston Martin RacingAston Martin Vantage V84:02.5853:59.903[ 10.º ]
45.º77AMDempsey Racing ProtonPorsche 911 RSR3:59.966[ 11.º ]
46.º99ProAston Martin RacingAston Martin Vantage V84:02.7333:59.996[ 8.º ]
47.º66AMJMW MotorsportFerrari 458 Italia4:00.4584:01.211[ 12.º ]
48.º98AMAston Martin Racing [ Lamy ]Aston Martin Vantage V84:02.4914:00.571[ 13.º ]
49.º91ProPorsche Team MantheyPorsche 911 RSR4:00.846[ 9.º ]
50.º67AMIMSA Performance MatmutPorsche 911 GT3 RSR4:02.2924:03.949[ 14.º ]
51.º70AMTeam TaisanFerrari 458 Italia4:02.4994:03.399[ 15.º ]
52.º76AMIMSA Performance MatmutPorsche 911 GT3 RSR4:10.4304:05.075 [ 16.º ]
53.º55AMAF CorseFerrari 458 Italia4:14.0284:08.608[ 17.º ]
54.º62AMAF CorseFerrari 458 Italia4:17.4984:12.276[ 18.º ]