GT / Protótipos | Notícias | Portugueses

GT Open / Monza: Corrida

Título escapa definitivamente a Miguel Ramos

por Press Release, 9 de Outubro de 2013 Sem Comentários

© Miguel Ramos Sport

© Miguel Ramos Sport

Um Corvette pouco eficaz na Race 1 de Sábado fez a dupla Ramos-Pastorelli perder qualquer hipótese de lutar pelo titulo até ao final do Campeonato. A Race 2 deste Domingo correu melhor para a dupla Luso-Italiana e a luta entre o Ferrari de Montermini e o Corvette de Ramos, animou a segunda parte da corrida.

Miguel Ramos e Nicky Pastorelli viram as esperanças do título no International GT Open esfumar-se este fim de semana em Itália. Ainda que o objetivo fosse muito difícil de alcançar, à partida para a prova de Monza, ainda existia alguma esperança nas hostes da V8 Racing, de que o Corvette conseguisse estar a um bom nível para prolongar a luta pelo Campeonato até à ultima prova.

Infelizmente tal não aconteceu e logo a partir dos primeiros treinos, se percebeu que a performance do Corvette deixava muito a desejar e a tão desejada luta com o Ferrari não iria acontecer. Uma corrida sofrível a Race 1 foi a conclusão da equipa após o final, ontem à tarde e uma grande desilusão para todos na V8 Racing. Miguel Ramos explica a razão para o fraco resultado “o motor do Corvette estava com problemas desde os treinos livres de sexta. A equipa fez um novo motor para a qualificação, mas como não sabiam a razão pela qual o motor tinha partido na sexta-feira, usamos nas qualificações de sábado e na corrida, muito menos potência. Um motor mais fraco e o handicap máximo de 120 segundos, prejudicou logicamente o nosso desempenho. Para aumentar as nossas dificuldades, um problema com os travões traseiros, que tinham tendência a bloquear sempre que travávamos forte, não veio nada a calhar. Mesmo assim fizemos o terceiro lugar nos Super GT e 10º da geral”.

Este Domingo o Corvette já esteve ao melhor nível e permitiu a Pastorelli no início e Ramos na segunda parte da corrida, terem um bom desempenho. Ainda que não tivessem conseguido vencer, o 4º lugar alcançado permitiu-lhes assegurar pelo menos o 2º lugar na classificação do Campeonato dos Super GT e estarem em ótimas condições para conseguirem a mesma posição na classificação absoluta em Barcelona.

Um excelente final de corrida onde uma fantástica luta com Montermini foi o ponto mais interessante e também para Ramos um momento alto “No Domingo os técnicos colocaram mais potência no motor porque descobriram o problema e assim o Corvette já foi mais competitivo. Contudo novamente com handicap máximo, ficamos para o fim do pelotão depois do pitstop.  Gostei muito do meu turno porque o Montermini também tinha handicap máximo e estivemos a lutar durante toda a segunda parte da corrida. Foi uma luta justíssima, com travagens no limite numa pista escorregadia, alguns toques pelo meio e onde desta vez o Ferrari levou a melhor. Os nossos travões já não estavam com o melhor desempenho e também não havia necessidade de arriscarmos mais do que já estávamos a fazer nas húmidas condições da pista. Daqui a um mês temos Barcelona para a grande final do Campeonato onde espero ter o carro em boas condições. Ainda que nada haja a fazer em termos do título, temos o segundo lugar do Campeonato para tentar assegurar. Parabéns ao Montermini que fez um excelente Campeonato e de forma muito consistente acabou por ser um justo vencedor”, referiu Ramos após a bandeirada de chegada em Monza.

A próxima prova do International GT Open terá lugar em Barcelona a 9 e 10 Novembro

Comunicado de Imprensa do Piloto Miguel Ramos