GT / Protótipos | Notícias | Portugueses

Team Novadriver termina fim-de-semana no pódio

por Hugo Ribeiro, 14 de Maio de 2015 Sem Comentários

Fonte: Team Novadriver

Corrida 1: Team Novadriver abandona após acidente na primeira parte da corrida

Após o excelente resultado alcançado na primeira jornada dupla do Campeonato Nacional de Velocidade (CNV), disputada em Braga, o Team Novadriver conheceu a infelicidade, com um abandono na primeira corrida da segunda jornada dupla do CNV que se realizou hoje no Autódromo Internacional do Algarve.

Ao volante do Tatuus PY012/Honda com as cores da Brisa Maracujá, Socicorreia, King Tony Ferramentas, Eco-Cars, Diário da Madeira, Clube Desportivo Nacional da Madeira, Autódromo Internacional do Algarve, Novatech, Autódromo Virtual de Lisboa, Galp Fórmula, Panta Racing Fuels, Duoseg, Cision e Honda, Francisco Abreu cumpriu a largada – depois de nos treinos cronometrados ter rubricado o terceiro tempo para a grelha de partida - e rapidamente chegou ao segundo lugar e começou a pressionar o líder da corrida.

Quando o piloto do Team Novadriver ultrapassava um piloto atrasado, um desentendimento entre este e o piloto madeirense, terminou num forte embate entre os dois de que resultou o abandono do Tatuus PY012/Honda. Um incidente daqueles que o desporto automóvel é fértil, mas que impediu Francisco Abreu e Armando Parente de pontuarem nesta corrida.

Francisco Abreu: “Foi uma pena o que sucedeu, pois o Tatuus estava com uma afinação fabulosa, conseguindo ser rápido sem desgastar os pneus. Rapidamente cheguei a segundo lugar e encurtei a distancia para líder facilmente. Ainda o tentei passar, mas não dei e decidi ser prudente e manter a posição. Mas na dobragem a um carro mais lento fui surpreendido por uma travagem demasiado cedo desse piloto e não evitei bater-lhe com alguma violência. São coisas das corridas, mas perdemos mais uma excelente oportunidade de reunir valiosos pontos para o campeonato. Amanhã vamos tentar ganhar.”

Armando Parente: “Foi uma infelicidade, coisas que sucedem nas corridas de automóveis. Acabei por não andar nesta primeira corrida, apenas fui à pista para tentar alguns pontos, mas acabamos por não ficar classificados. Amanhã temos nova corrida e vamos tentar ganhar e conquistar assim pontos valiosos.”

Corrida 2: Team Novadriver termina no pódio

O Team Novadriver com Francisco Abreu e Armando Parente, ao volante do Tatuus PY012/Honda com as cores da Brisa Maracujá, Socicorreia, King Tony Ferramentas, Eco-Cars, Diário da Madeira, Clube Desportivo Nacional da Madeira, Autódromo Internacional do Algarve, Novatech, Autódromo Virtual de Lisboa, Galp Fórmula, Panta Racing Fuels, Duoseg, Cision e Honda, terminou a segunda corrida da segunda jornada dupla do Campeonato Nacional de Velocidade (CNV), disputada hoje no Autódromo Internacional do Algarve (AIA) no terceiro lugar final.

Armando Parente cumpriu a largada para esta segunda corrida, após ter rubricado o segundo melhor tempo na segunda sessão de qualificação disputada ontem. O piloto do Team Novadriver pressionou o líder até à paragem obrigatória para troca de pilotos, entregando o Tatuus PY012/Honda a Francisco Abreu no segundo lugar.

O jovem madeirense, aproveitando um excelente trabalho de boxes por parte do Team Novadriver, ficou no comando da corrida e foi construindo uma sólida vantagem para os seus adversários. Porém, quando a corrida se encaminhava para o final, um carro parado na pista forçou a entrada em pista do “safety car” que esteve na frente do pelotão durante bastante tempo. Francisco Abreu acabou por ser surpreendido no recomeço da prova e, assim, o piloto do Team Novadriver acabou por perder a liderança, terminando a corrida no terceiro lugar.

Francisco Abreu: “Não era o final que queríamos, pois o excelente trabalho do Team Novadriver nas boxes e o bom turno feito pelo Armando, mereciam outro resultado. Porém, o ‘safety car’ esteve demasiado tempo em pista, surpreendeu-me pois anunciou o recomeço da corrida tarde demais e acabei por perder a liderança que tínhamos ganho com classe e categoria.”

Armando Parente: “Após a largada ainda tentei passar o primeiro classificado, mas decidi ser prudente e manter a pressão sobre o líder ao mesmo tempo que tentava poupar os pneus. Tudo correu normalmente no meu turno, o trabalho de boxes foi excelente, mas o ‘safety car’ acabou por estragar os nossos planos. É um pódio, mas não era este o resultado que ambicionávamos, mas temos de nos manter otimistas e pensar já na próxima prova com o objetivo de vencer.”

Próxima corrida do CNV será nos dias 11 e 12 de julho no circuito de Vila Real, juntamente com o WTCC.

Comunicado de Imprensa do Team Novadriver