Notícias | Portugueses | WEC

WEC / 6H Fuji: Qualificação

Qualificação renhida dá pole à Audi — Aston Martin domina nos GTs

por Hugo Ribeiro, 19 de Outubro de 2013 Sem Comentários

© Audi Motorsport

Tiveram lugar esta madrugada as sessões de qualificação para as 6 Horas de Fuji. Disputadas praticamente ao milésimo de segundo, a emoção foi a rodos entre os protótipos com o pontinho extra da pole position a ser discutido até ao último momento possível. Audi (LMP1) e OAK (LMP2) ficaram com ele... Na GTE, a Aston Martin dominou entre os 'Pro' e os 'Am'.

© Audi Motorsport

© Audi Motorsport

LMP1: Audi sua para conquistar 5ª pole da temporada

A competir literalmente no seu quintal, a Toyota Racing vendeu cara a perca da pole position para as 6 Horas de Fuji, mas deu mostras que nesta madrugada nos está reservada uma corrida que promete sem bem emocionante. Depois ter obtido o melhor tempo da última sessão de treinos livres, disputada no mesmo dia, a Toyota entrou à carga rapidamente de forma a repetir a história do ano passado. Kazuki Nakajima havia brilhado em 2012, mas hoje de madrugada (em Portugal) seriam Sébastien Buemi e Anthony Davidson a liderar o assalto da Toyota.

Os pilotos do Toyota TS030 #8 tudo fizeram para dar à Toyota a pole em sua casa, mas pela frente tiveram uns endiabrados Campeões Mundiais, André Lotterer / Benoît Tréluyer, que na luta interna no seio da Audi pela título deste ano, precisam de recuperar terreno. Lotterer rapidamente marcou o ritmo com 1:26.235, arrasando em 1.264 o recorde da pista obtido por Nakajima em 2012, e no final o Audi R18 e-tron quattro #1 obteve um tempo combinado de 1:26.577, batendo o Toyota #8 por 0.178 segundos. Na 3ª posição, ficou o #7 de Nakajima e Nicolas Lapierre, que não foram além 1:26.860. Os actuais lideres do Campeonato, com Allan McNish e Loïc Duval nas despesa da "qualif" do #2, obtiveram o 4º melhor tempo médio com 1:27.425, enquanto que a Rebellion Racing fechou a classe LMP1 com 1:29.250.

© DPPI / OAK Racing

© DPPI / OAK Racing

LMP2: Pole para a OAK Racing por uma nesga

Se a pole já foi bem disputada na classe LMP1, na LMP2 esta foi ainda mais. OAK Racing, G-Drive Racing, Gainer International e Delta ADR estabeleceram em pista um luta ao milésimo numa nas mais emocionantes sessões de qualificação da classe este ano, com os cinco carros mais rápidos em pista a ficarem separados por apenas 0.271 segundos! Se a estes juntarmos ainda o carro da Pecom e o da KCMK, a diferença foi de apenas meio segundo.

Ao volante do Morgan Nissan #35 da OAK Racing, Bertrand Baguette e Martin Plowman fizeram um tempo combinado de 1:32.938, 0.081 segundos mais rápido que o tempo obtido pelo Oreca Nissan #28 da G-Drive Racing. Baguette foi o piloto mais rápido da dupla que conquistou a pole position na classe LMP2, com 1:32.350, mas seria o carro da equipa Russa, com Mike Conway ao volante e mesmo com um pião pelo meio, a obter o tempo mais rápido da sessão com 1:31.778. A maior consistência de Baguette, com dois "cronos" na casa do segundo 32, contra .31 e .33 de Conway,  seriao factor desequilibrados nas contas finais, com os restantes pilotos, Plowman e John Martin, a rodarem muito próximos na casa do segundo 33.

A fechar o top 3 esteve um sensacional (para os mais distraidos) Zytek Z11SN #27 da Gainer International (assistido pela Greaves Motorsport) que fez valer a qualidade dos seus pilotos, e conhecimento do circuito de Fuji, para conseguir o que a Greaves só a espaço conseguiu este ano. No final, Katsuyuki Hiranaka e Björn Wirdheim obtiveram um tempo combinado de 1:33.073. Olivier Pla seria o segundo piloto mais rápido em pista, com 1:32.260, com o Morgan Nissan #24 a ficar-se pela 4ª posição com 1:33.097.

http://www.dailymotion.com/video/x1654cz

 

© Aston Martin Racing

© Aston Martin Racing

GTE: Aston Martin Racing foi a mais rápida em ambas as classes

Na classe GTE Pro, não houve pai para a Aston Martin Racing com Fred Makowiecki a marcar o ritmo com 1:38.605 no Vantage #97 obtebdo em conjunto com Stefan Mücke um tempo final combinado de 1:39.114. Pedro Lamy esteve uma vez mais em grande nível na sessão de qualificação, sendo o terceiro piloto mais rápido em pista com 1:39.311 (atrás de "Mako" e Mücke), terminado na segunda posição na companhia de Ritchie Stanaway a quase meio segundo dos companheiros de equipa. Sem o lastro chamado Paul Dalla Lana em Fuji, a dupla luso-neozelandesa terá a melhor oportunidade do ano para conquistar a vitória. O 3º lugar ficou nas mãos da AF Corse com Bruni e Fisichella no Ferrari 458 italia #51 a ficar-se pelos 1:39.693, numa sessão em que a luta foi mesmo pelo segundo lugar na grelha.

O Ferrari #71 da AF Corse, com a estrela local Kamui Kobayashi e Toni Vilander, não alinhou na sessão de qualificação devido a um problema com o sistema de combustível do GT italiano. A situação, que se arrasta desde o fim da primeira sessão de treinos livres, deverá, segundo os responsáveis da AF Corse, ficar resolvida a tempo do carro alinhar na corrida. Não tendo realizado qualquer tempo, o #71 sairá no último lugar da grelha

Na GTE Am, a sessão foi bem mais animada, com a Larbre e o seu Corvette C6.R #50 a dar uma ar da sua graça após ter recebido uma mãozinha do ACO/FIA em forma de um restritor de ar mais largo. Bruno Senna e Christoffer Nygaard dera ainda assim a pole à Aston Martin, com um tempo combinado de 1:40.649, com a dupla Fernando Rees / Julien Canal a ficarem apenas a 0.165 no Corvette. O Top 3 foi fechado pela pelo segundo carro da Aston Martin. Com os tempos na classe a serem discutidos ao décimo de segundo, Davide Rigon e o piloto português Rui Aguas foram apenas 5º classificados, com 1:41.369, o melhor tempo entre os Ferrari da classe.

As 6 Horas de Fuji arrancam amanha pelas 3 Horas da Madrugada, com transmissão na integra em directo no canal Motors TV, a parte fina na Eurosport, e web streaming também na integra no site oficial do ACO e FIA WEC.

[table “606” not found /]