GT / Protótipos | Notícias | Portugueses

FIA GT / Navarra: corridas

Prova agridoce para a Rodrive em Espanha

por Press Release, 29 de Setembro de 2013 Sem Comentários

Fonte: ACL by Rodrive

Para o segundo dia de FIA GT Series no Circuito de Navarra, em Espanha, com a presença da equipa ACL by Rodrive, estavam reservadas as duas corridas do programa que prometiam como habitualmente grandes disputas em pista, principalmente agora que o campeonato se aproxima do final. Para apimentar ainda mais as actividades e baralhar os prognósticos, a instabilidade meteorológica que se fez sentir na região levou a que de facto este evento tenha tido belos momentos de competição, que infelizmente não foram assim muito favoráveis para a Rodrive.

Depois de um Warm-up realizado com piso seco, e quando ainda estava na grelha de partida para a Qualifying Race, a dupla do Lamborghini #7, Matheus Stumpf/Patrick Cunha, e todas as outras equipas, foram surpreendidas com uma chuvada repentina que obrigou á colocação de pneus para piso molhado. Felizmente, as afinações do Lamboghini Gallardo FL560 GT3 estavam muito boas para a condição da pista e Matheus Stumpf, que assumiu a largada, mostrou um alto nível de pilotagem quando a meio da corrida chegou a rodar na 5ª posição e ser lider da categoria Pro-Am. Com a pista a secar rapidamente tudo sugeria que a opção certa de pneus para a segunda parte da corrida passava pela utilização de pneus de seco, quando na realidade essa não foi a estratégia correcta pois a chuva voltou a cair em Navarra, limitando o resultado da Rodrive, que mesmo assim era promissor, com um 9º lugar geral e 4º da categoria Pro-AM.

Na parte da tarde, já com o sol a brilhar e as nuvens negras afastadas e o Lamborghini com apoio técnico da Veloso Motorsport com um excelente acerto para esta pista, estavam reunidas as condições para a obtenção de mais uma positiva prestação. Infelizmente, pouco depois da partida, desta vez realizada por Patrick Cunha, a nossa viatura viria a ser atingida por duas vezes por adversários na intensa disputa de posições e foi obrigada a rumar ás boxes para reparações numa das rodas traseiras, o que demorou cerca de 7 voltas. Estava assim totalmente condicionado o resultado da prova, e apenas restou aos pilotos Rodrive procurarem terminar a corrida e amealhar mais alguns pontos dentro da sua categoria, através da 7ª posição final na Pro-Am e 16º da classificação geral.

Quando, mais uma vez, a equipa demonstrava toda a sua competitividade e validade deste projecto, os condicionalismos das corridas deixaram algo desapontados os pilotos com este desfecho. Para Patrick Cunha “…na primeira corrida, infelizmente a opção dos pneus de seco montados no meu turno, simplesmente apresentaram-se como uma má solução, e pouco pude fazer senão tentar manter-me em pista e conseguir a melhor classificação possível depois do bom trabalho do Matheus. Registo que fomos o segundo melhor classificados dos carros que adoptaram pneus slicks. Já na segunda corrida, onde tínhamos boas perspectivas, voltamos a não ter sorte, levei dois toques pouco depois da largada e no segundo tive que vir para a boxe para reparações perdendo várias voltas. Ficou o registo da nossa rapidez durante todo o fim de semana e a obtenção de mais alguns importantes pontos da categoria”.

Também Matheus Stumpf demonstrava alguma tristeza pelos desfechos de hoje, “…tive alguma incógnita quando a chuva chegou de repente para a primeira corrida e arrancamos com pneus de chuva, mas senti logo que o carro estava bom para essas condições e fiz um bom arranque e pude atacar até chegar a um excelente 5º lugar e líder da Pro-Am a meio da corrida. Depois, a equipa e eu estávamos convencidos que a melhor solução seria optar por pneus de seco e isso revelou-se errado. Foi pena, mas mesmo assim conseguimos uma boa classificação. Na corrida da tarde, infelizmente não teve muita história. Estávamos confiantes pois acreditávamos no acerto que tínhamos, mas pouco depois da largada o Patrick levou ‘pancada’ de dois carros e teve que vir para a boxe, onde perdemos muitas voltas. Restou voltarmos a pista, terminar a prova e angariar mais alguns pontos na Pro-Am. Na última corrida vamos continuar a procurar um pódio, que bem merecemos”.

A próxima prova do FIA GT Series irá acontecer num novo e interessante cenário, em Baku, capital do Azerbaijão, que vai receber o espectacular evento Baku World Challenge, num novo circuito citadino desenhado para o efeito naquela cidade. O evento recebeu recentemente uma nova data e terá lugar de 22 a 24 de Novembro e vai encerrar o campeonato FIA GT Series, com a presença confirmada da equipa ACL by Rodrive, empenhada em marcar um bom encerramento de época.