Notícias | WEC

World Endurance Championship

Lotus e Rebellion com projectos atrasados

por Hugo Ribeiro, 20 de Março de 2014 Sem Comentários

© Rebellion Racing

Não está fácil a vida das equipas privadas LMP1 no Campeonato do Mundo de Resistência. Se uma equipa privada já é uma raridade, os novos regulamentos e a exigência de novos chassis parecem ter piorado ainda mais a situação. Muitos projectos surgiram ao longo do defeso, mas só dois saíram do papel. E ambos estão atrasados!

Rebellion Racing e Lotus/Kodewa são as duas únicas equipa privadas com coragem para apostar na inflaccionada classe LMP1. Os custos têm vindo claramente a disparar e os novos regulamentos trouxeram a exigência extra de serem necessários novos chassis, e mesmo que os regulamentos para 2014 "afirmem" que as equipas privadas poderão ter uma hipóteses de lutar pela vitória — basicamente contando que estes sejam 100% fiáveis e as equipas de fábrica não sejam... — a verdade é que o desenvolvimento de um LMP1 por parte de uma equipa privada é muito mais do um acto de fé! É quase uma loucura.

A Rebellion Racing e a Lotus/Kodewa decidiram apostar. De entre os vários projectos surgiram durante este defeso — OAK/Onroak, Rebbelion, Lotus, Perrin, Adess, Dome, HPD — só esses dois parecem ter saído do estirador, e ambos estão por esta altura, — quando falta exactamente um mês para a primeira prova em Silverstone — atrasados! Através da sua conta de twitter, a Rebellion Racing revelou que “o carro não estará pronto para [o teste em] Paul Ricard porque decidimos que seria imprudente apressá-lo. Seria possível rodar com ele em Paul Ricard... mas seria apenas um shakedown, mas a verdade é que o Rebellion R-One Toyota (construído em parceria com a Oreca) também não surge na lista de pré-inscritos para as 6 Horas de Silverstone. Acredita-se que o LMP1 deverá rodar pouco antes da prova de Silverstone pela primeira vez, surgindo em pista para competir nas 6 Horas de Spa (actualização: já após a publicação deste artigo, o Rebellion R-One passou a estar inscrito para Silverstone). Para o Prólogo (Testes Oficiais WEC) e para Silverstone, a equipa levará o "velhinho" Lola B12/60 Toyota.

Já quanto ao Lotus T129, é sabido que o LMP irá usar o motor desenvolvido pela AER, mas só a muito custo a Kodewa divulga pormenores do projecto, e geralmente apenas à imprensa alemã. As últimas notícias dão conta de que este LMP1 — ao contrário do inicialmente pensado — não irá usar a monocoque desenvolvida pela Adess para o Lotus T128 LMP2. Um porta-voz da equipa, não esquecendo certamente o diferendo entre a Kodewa e a Adess ainda em tribunal, não deixou de afirmar que o monocoque o T128 não foi construída com as especificações de 2014, como inicialmente revelado. O Lotus T129 AER surge na lista de pré-incritos para Silverstone, mas poucos acreditam que a equipa esteja presente, outros pouco acreditam que só surgirá em Spa tal como a Rebellion, sendo muitos mais os que nunca viram neste projecto um projecto real.