GT / Protótipos | Notícias | Portugueses

CNV / Algarve: Rescaldo

Jornada azarada para a Veloso Motorsport em Portimão

por Press Release, 23 de Julho de 2014 Sem Comentários

Fonte: Veloso Motorsport

Não foi positiva a passagem da Veloso Motorsport pela pista algarvia de Portimão, acabando os resultados conseguidos por ficar aquém dos objectivos da equipa para esta jornada do Campeonato Nacional de Velocidade, a quinta em 2014. A equipa nortenha interrompeu desta forma uma série de três triunfos consecutivos, conseguindo ainda assim sair do Algarve com a liderança do campeonato em termos absolutos.

O azar bateu à porta da dupla Carlos Vieira/Pedro Salvador logo na sexta-feira, com problemas no motor do Tatuus PY012, a motivarem a necessidade de uma troca de propulsor. Esta situação não só impediu os líderes do campeonato de treinar nesse dia, assim como os obrigou a falharem os treinos livres de Sábado, com o protótipo a ficar pronto unicamente para os treinos cronometrados. Nestes, os dois pilotos conseguiram a terceira posição da grelha para a primeira corrida do fim-de-semana e o quarto posto para a segunda ronda na pista algarvia.

“Consegui um bom arranque e passei para a liderança da corrida, com uma pequena vantagem sobre os meus adversários, mas entretanto perdi tempo numa dobragem antes da recta da meta, facto que foi aproveitado pelo Gonçalo Araújo para me atacar no final da recta da meta. Tocamo-nos e isso provocou um furo em ambos os carros. Com a vinda às boxes para trocar o pneu e posteriormente com um “drive-through” por ter sido considerado culpa do toque, a corrida ficou estragada. Pelo menos salvamos alguns pontos ao terminar na quarta posição… Da segunda corrida nem vale a pena falar dado que nem sequer cheguei a entrar em pista, porque o carro não pegou. Foi um mau fim-de-semana, mas pelo menos mantivemos o comando do campeonato e continua tudo em aberto no sentido de conseguirmos os nossos objectivos, chegar ao título nacional.” Disse Carlos Vieira.

“Não foi de facto um fim-de-semana para recordar no seio da nossa equipa. Depois dos problemas nos treinos que não nos permitiram acertar o carro e rodar antes da qualificação, os resultados que conseguimos para a grelha de partida nem foram muito maus. Na primeira corrida o toque deitou tudo a perder, já que voltamos à pista muito atrasados e o que conseguimos foi um mal menor. Pior foi no Domingo, já que não consegui arrancar para a volta de lançamento e fomos forçados a sair das boxes, depois de colocar o carro a funcionar com a ajuda da equipa. Consegui recuperar diversas posições logo na primeira volta e entretanto, aproveitei a entrada do “Safety-Car” para me aproximar do grupo da frente e era já terceiro na parte final do meu turno, quando comecei a ter “cortes” de motor, que se foram agravando, fazendo-me perder muito tempo. Depois de parar nas boxes, o Carlos já não conseguiu sair, depois de o motor se recusar a pegar. Agora temos de olhar para a frente e voltar a este circuito na próxima jornada do CNV, com um único objectivo em mente, vencer!” Referiu Pedro Salvador.

Fonte: Veloso Motorsport

Fonte: Veloso Motorsport

Num ano de estreia que está correr de um modo geral bastante bem, Eugénio Montez e Sérgio Montez tiveram no Algarve sortes distintas ente a corrida de sábado e a que disputaram este Domingo. Na primeira corrida do fim-de-semana, os dois irmãos tiveram uma actuação segura e conseguiram levar o Norma M20FC preparado pela Veloso Motorsport ao sexto posto absoluto. Já na segunda corrida, todo o esforço da jovem dupla cairia por terra depois de sofrerem um toque de um adversário da categoria GT, sendo forçados a abandonar a prova.

“No Sábado correu bem, conseguimos evoluir bastante ao longo dos treinos e o sexto lugar final é um resultado aceitável. No Domingo tudo mudou e por isso saímos daqui um pouco revoltados com o que se passou e principalmente porque ninguém quis saber da forma como foi. Quando conseguimos consumar a ultrapassagem a um dos GT e já estávamos à frente, fomos tocados de uma forma quase surreal por este - o Porsche do António Coimbra -, que era mais lento que nós, mas que devido à maior velocidade de ponta do seu carro, ganhava alguma vantagem nas rectas para depois perder nas curvas, onde os protótipos são como é evidente, mais rápidos. Ninguém viu, ninguém reclamou, nem ninguém assumiu, mas o facto é que fomos colocados fora de prova em apenas seis voltas!” Adiantou Sérgio Montez

“Tínhamos objectivos concretos para esta prova, no sentido de sem arriscar em demasia irmos melhorando pouco a pouco para não só andarmos bem neste fim-de-semana, mas também para preparar a próxima prova que se disputa também aqui no Algarve. O sexto lugar no Sábado foi bom, pena foi o que aconteceu na segunda corrida. É grave que o nosso adversário não tenha estado sequer sobre investigação, sendo certo que o toque que nos “arrumou” foi totalmente culpa dele. Não nos importamos de correr em conjunto com os GT, mas desde que sejam salvaguardadas certas regras e que haja bom senso de parte a parte, algo que não aconteceu aqui no Algarve. Esta prova está já para trás, sendo certo que o ritmo que demonstramos nos motiva ainda mais para o regresso a esta pista em Setembro.” Disse a finalizar Eugénio Montez.

Em Silverstone, onde a Veloso Motorsport esteve presente para apoiar e assistir José Monroy em mais uma ronda da SEAT Leon Eurocup 2014, os resultados obtidos foram positivos. O piloto luso foi 11º no Sábado e chegou ao “top ten” no Domingo, sendo foi precisamente o 10º a cortar a linha de meta.

A próxima jornada tanto para o CNV como para a SEAT Leon Eurocup, disputa-se a 6 e 7 de Setembro.