Grand Am | Notícias | Portugueses

Grand Am / Lime Rock

João Barbosa desiste no final da era Grand-Am

por Vitor Ribeiro, 29 de Setembro de 2013 Sem Comentários

© Grand Am

Lime Rock Park acolheu este fim-de-semana o final de uma era nas corridas de sportscars americanas. Com as atenções já em grande parte concentradas na próxima temporada, que junta os ex-rivais e concorrentes Grand-Am e  ALMS num único campeonato unificado, na bonita pista do estado do Connecticut havia no entanto ainda títulos a decidir. E vencendo pela terceira vez consecutiva, Jordan Taylor e Max Angelelli, dificilmente poderiam ter rubricado de melhor forma o último título do Grand-Am. João Barbosa, por sua vez, encerrou este capítulo da sua carreira de forma inglória, desistindo com problemas de motor logo após ter assumido o volante.

Para Angelelli este é o segundo título Grand-Am, depois de 2005 se ter sagrado campeão ao lado, curiosamente, do pai de Jordan Taylor, Wayne Taylor. E a uma semana de completar 22 anos de idade, Jordan fica também para a história como o mais jovem campeão de sempre do Grand-Am.

Com este título, a dupla italo-americana interrompe assim uma série de três títulos consecutivos da dupla Scott Pruett / Memo Rojas, que não foram além do terceiro lugar na prova deste fim-de-semana, atrás do Riley Ford #6 da Michael Shank Racing da dupla Justin Wilson / Gustavo Yacaman, o suficiente para segurarem o vice-campeonato.

Quanto a João Barbosa, e depois de Christian Fittipaldi ter feito o segundo melhor tempo na qualificação, as expectativas de mais um bom resultado para fechar da melhor forma uma temporada de altos e baixos eram legítimas. Mas uma saída de pista de Fittipaldi, responsável pelo primeiro turno de condução, obrigou o piloto brasileiro a ir às boxes mais cedo do que o previsto, para limpar a relva que se acumulara nos radiadores do Corvette DP #5, aproveitando a equipa para proceder à troca de pilotos.

Mas, como nos dá conta João Barbosa, em exclusivo, o pior estava ainda para vir: "A corrida correu realmente mal, infelizmente. O fim de semana estava a correr razoavelmente bem, conseguimos uma boa afinação para os cronometrados e arrancamos da 2ª posição, o que abria boas possibilidades para a corrida. Na corrida estivemos sempre perto do líder e o Fittipaldi manteve a posição, até ter uma ligeira saída de pista que obrigou a parar mais cedo nas boxes para limpar o radiador e trocarmos de piloto. Infelizmente, assim que arranquei senti logo que alguma coisa não estava bem com o motor, que tinha pouco rendimento, e na minha 2ª volta o motor deixou mesmo de funcionar, e foi o fim da nossa corrida. Foi pena pois todo o trabalho feito equipa ao longo do ano mereciam um resultado melhor. Tivemos uma boa época, mas infelizmente não muito constante, com altos e baixos, mas foi bom estarmos na luta sempre até ao fim."

Mas porque "a equipa está a funcionar muito bem", segundo João Barbosa, "agora é tempo de começar a falar do próximo ano, que será uma grande incógnita para todos!"

A temporada inaugural do United SportsCar Championship tem o seu arranque marcado para o último fim-de-semana de Janeiro do próximo ano com as habituais e já clássicas 24 Horas de Daytona.