GT / Protótipos | Notícias | Portugueses

24H Nürburgring

“Green Hell” é o desafio que se segue para Álvaro Parente

por Press Release, 18 de Junho de 2014 Sem Comentários

Fonte: ComSegue

Depois da estreia em Le Mans, Álvaro Parente tem já no próximo fim-de-semana mais um enorme desafio: a estreia nas 24 Horas de Nurburgring. Sem nunca ter competido no “Green Hell”, o piloto português está ansioso por tomar contacto com aquela que é a pista mais exigente do mundo.

A prova germânica, disputada no dantesco traçado de Nordschleife e com mais de duzentos carros inscritos, é uma das provas de resistência mais importantes do mundo e a McLaren GT resolveu apostar forte na edição deste ano, tendo escalado o portuense, um dos mais talentosos pilotos que encontra nas suas fileiras, para contrariar o ascendente que as marcas germânicas têm protagonizado nos últimos anos.

Álvaro Parente realizará a sua estreia no majestoso circuito alemão ao volante de um McLaren MP4-12C da Dörr Motorsport, mostrando-se entusiasmado com o desafio que terá pela frente. “Este circuito é um ícone do automobilismo mundial e onde nunca tive a oportunidade de pilotar em competição. Portanto, foi com grande satisfação que soube dos planos da McLaren GT. O mais importante é conhecer o circuito, dado que os mais de vinte e cinco quilómetros de extensão e as cento e setenta curvas, só por si, representam um enorme desafio. Será um momento único quando puder andar depressa naquele traçado”, sublinhou o português.

Sem nunca ter competido no Nordschleife, Álvaro Parente encara a participação na edição deste ano das 24 Horas de Nurburgring com muito cuidado, muito embora esteja apostado em desempenhar o papel com a qualidade que sempre evidencia. “É um circuito bastante complicado, com um forte carácter, muito longo e cheio de ratoeiras, sobretudo numa prova de vinte e quatro horas. Antes de mais, o meu objectivo é conhecer o traçado o melhor possível de modo a poder evitar as suas armadilhas. É evidente que pretendo dar o meu melhor, mas apontar resultados numa prova como esta é sempre difícil”, enfatizou o piloto do Porto.

Álvaro Parente entrará em pista já na próxima quinta-feira para disputar a sessão de treinos-livres e a primeira qualificação, estando o início da corrida de vinte e quatro hora marcado para as 15 horas de sábado

NdR: Álvaro Parente irá fazer equipa, ao volante do McLaren MP4-12C #66 da Dörr Motorsport, com o jovem piloto francês de 25 anos Kevin Estre que desde o início deste ano faz parte do conjunto de pilotos oficiais da McLaren GT; com o britânico Tim Mullen, que tem trabalhado como piloto de desenvolvimento do MP4-12C através da CRS Motorsport, parceira da McLaren no projecto McLaren GT; e o bem conhecido e experiente piloto holandês Peter Kox.