Notícias | USCC

United SportsCar Championship

GAINSCO e Level 5 abandonam o USCC

por Hugo Ribeiro, 27 de Fevereiro de 2014 Sem Comentários

© IMSA

© IMSA

Por motivos diferentes, a GAINSCO Bob Stallings Racing e a Level 5 Motorsport decidiram abandonar o United SportsCar Championship (USCC). Apesar do elevado número de inscrições, e com várias equipas à espreita de desistências, trata-se da saída de duas das principais equipas norte-americanas. A GAINSCO só regressará em 2015, e a Level 5 Motorsports poderá estar envolvida com um novo projecto de um construtor para a classe LMP2.

© IMSA

© IMSA

Gainsco concentra-se na recuperação de Memo Gidley e abandona USCC

A GAINSCO Bob Stallings Racing tem sido uma das principais animadores do Grand Am nos últimos anos, tendo 'Dragão Vermelho' — nome pelo qual é conhecido o carro da equipa — providenciado em 2007 e em 2009 o título de pilotos à dupla Alex Gurney e Jon Fogarty, assim como o título de equipas. Este ano, mesmo com um programa reduzido — apenas as provas de Daytona, Sebring, Indianapolis e Petit Le Mans, que formam o North American Endurance Championship (NAEC) – o #99 partia uma vez mais com um dos favoritos à vitória nas provas em que participava.

Nas 24 Horas de Daytona, um violento acidente causou ferimentos com alguma gravidade ao veterano Memo Gidley, um dos principais financiadores da equipa, que iniciou recentemente um longo processo de recuperação. Após ponderada avaliação da situação da equipa para o restante da temporada, foi decido colocar o programa em stand-by até 2015.

“É com grande pesar que temos de suspender as operações durante a temporada 2014,” afirmou em comunicado de imprensa o dono da equipa, Bob Stallings. “Após Daytona, a prioridade número um tem sido a recuperação do Memo (Gidley). Todos na equipa estão concentrados no seu tratamento e conforto, e tem sido extremamente importante ver o apoio por parte dos fãs e da comunidade competitiva. Mesmo tendo o Memo um longo caminho pela frente, o pior já passou, o que nos permitiu dar um passo atrás e reavaliar o programa. Com a tensão pessoal e financeira que esta situação nos colocou, pensamos ser do interesse de todos ficar de fora este ano, mas focados no nosso regresso em 2015.”

© Level 5 Motorsports

© Level 5 Motorsports

Level 5 Motorsports bate a porta e deixa criticas à IMSA

Se a saída da GAINSCO acaba por ser compreensível e pouco surpreendente, já o abandono da Level 5 Motorsports dá-se com algum estrondo. No defeso, a equipa ainda ponderara participar no Campeonato Mundial de Resistência (WEC) perante as incertezas em torno da unificada classe de protótipos do USCC — que junta Daytona Prototypes e Le Mans Prototypes por baixo de um BoP pouco claro — mas acabaria por dar início a um programa de apoio a clientes no USCC e estender a sua acção para além do apoio às ambições competitivas do dono da equipa e gentleman-driver Scott Tucker.

Após uma vitória polémica na classe GTD — onde a Level 5 Motorsport alinhou um Ferrari 458 Italia — onde a equipa seria penalizada perdendo a vitória e não subindo ao pódio, a equipa acabaria por ver a vitória a ser-lhe restituída quatro depois do final. Apesar de para a história ficar o nome da Level 5, a situação não caiu bem no seio da equipa, e o Team Manager David Stone juntou-lhe ainda mais uma série de situações que levaram a equipa a tomar esta posição.

“Esta decisão é da minha inteira responsabilidade. O Scott Tucker colocou as responsabilidades e decisões operacionais nas minhas mãos. Com base em várias razões, é a minha opinião que a participação no USCC em 2014 não é do nosso melhor interesse. Quero deixar bem claro que não estou a tentar ser negativo ou desrespeitar o USCC. Não tenho qualquer mal estar ou negativismo para com eles. Eles fizeram o que acharam ser o certo para eles, da mesma forma que eu tenho de fazer o mesmo para a minha equipa,” afirmou David Stone ao site norte-americano sportscar365.com

Então, entre as "várias razões", estão a indefinição nos regulamentos e calendário ainda durante o defeso, que fez com que os três Oreca FLM09 que a equipa pretendia inscrever para clientes acabassem por ficar em águas de bacalhau, a redução do espaço disponível no paddock para as equipas dado o elevado número de concorrentes, e — sublinha Stone — o facto de as equipas e os pilotos são serem nem tidos nem achados pela IMSA na discussão sobre a organização e regulamentos do campeonato.

Mas nem tudo são más notícias. Stone revelou ao sportscar365.com que a Level 5 Motorsports foi abordada por vários construtores para um programa de protótipos, que deverá começar pelo desenvolvimento de um motor para a classe LMP2. Não há prazos ainda para este ver a luz do dia, mas Stone revela ainda que este novo projecto poderá passar pela participação no USCC, no ELMS ou mesmo no WEC.