Notícias | USCC

United SportsCar Championship

Chrysler coloca um ponto final no programa Viper

por Hugo Ribeiro, 6 de Outubro de 2014 Sem Comentários

© SRT Motorsports

A Chrysler decidiu colocar um ponto final no programa de fábrica Viper no USCC. Após ter conquistado este fim-de-semana o título de equipas e pilotos na classe GTLM do USCC, é com alguma surpresa que o construtor norte-americano dá por terminado o programa. Alguma, porque o Viper está longe das metas pretendidas em termos de vendas, e já se esperava que o programa desportivo viesse a sofrer as consequências.

Ao fim de três anos, é o adeus ao Dodge Viper GTS-R. A Chrysler anunciou hoje que o programa de fábrica da SRT Motorsports estava terminado após a conquista dos títulos de equipas e de pilotos na classe GTLM (GT Le Mans) no USCC (United SportsCar Championship). Apesar de a equipa só ter vencido por duas vezes este ano (Indianapolis e Virginia), a maior regularidade valeu-lhe o título norte-americano, não sendo ainda assim suficiente para garantir o título de construtores. Em 2013, a equipa havia vencido a prova de Road America do então American Le Mans Series, terminando o campeonato na 3ª posição.

“A nossa companhia tomou a decisão empresarial de descontinuar o programa de fábrica de competição da SRT Motorsports com o Dodge Viper GTS-R”, afirmou Ralph Gilles Voce-Presidente Senior de Design de Producto da Chrysler Group LLC. “Estamos muito orgulhosos do que foi alcançado pela equipa, pilotos e parceiros em pista na últimas temporadas. Agradecemos o trabalho árduo, esforço e comprometimento da SRT Motorsports. Foi uma honra fazer parte da temporada inaugural do United SportsCar Championship, e desejamos todo o sucesso para o futuro.”

Apesar dos títulos, a temporada esteve longe de ser fácil para SRT. Cortes no orçamento para a temporada levaram a equipa a desistir da participação nas 24 Horas de Le Mans, e as fracas vendas do novo Dodge Viper alimentavam já alguma especulação de que o programa teria os dias contados. Em Março deste ano, a produção foi mesmo parada.

Segundo o site norte-americano sportscar365.com, a hipótese do programa continuar nas mãos de equipas privadas estará em cima da mesa, mas parece-nos muito difícil que esta se concretize. Também não é conhecido o que irá acontecer com o programa GT3, que tem sido gerido pela Riley Technologies. Dado que o envolvimento da Chrysler no GT3 é reduzido, este poderá muito bem continuar.

É caso para dizer: Win on Saturday... quit on Monday

Fonte (citação): Comunicado de imprensa da Chrysler