GT / Protótipos | Notícias | Portugueses | USCC

USCC / Long Beach

Chip Ganassi Racing vence de novo — João Barbosa foi terceiro

por Andrew Remedios, 14 de Abril de 2014 Sem Comentários

© IMSA

A equipa de Chip Ganassi venceu pela segunda vez consecutiva enquanto João Barbosa e a Action Express Racing se ficaram pelo 3º lugar mas ainda segurando a liderança no campeonato. A Corvette Racing quebrou o domínio da Porsche com uma exibição notável numa corrida sem neutralizações e grandes incidentes.

PROTÓTIPOS: PRUETT E ROJAS VENCEM COM BARBOSA EM TERCEIRO

O Riley DP Ford EcoBoost #01 da Chip Ganassi Racing revelou-se intransponível nas ruas de Long Beach na Califórnia. O americano Scott Pruett levou o Riley à Pole Position e, depois de assistir das boxes enquanto o mexicano Memo Rojas segurava a liderança, levou o DP à meta. Rojas teve bastante companhia durante as primeiras voltas, com cinco carros no grupo dos primeiros: Rojas, Christian Fittipaldi no Corvette DP #5 da Action Express Racing, Ricky Taylor no Corvette DP #10 da Wayne Taylor Racing, Gustavo Yacaman no Morgan Nissan #42 da OAK Racing e Michael Valiante no Corvette DP #90 da Spirit of Daytona.

O segundo mais rápido nos treinos cronometrados, o Riley DP Ford EcoBoost #60 da Michael Shank Racing,  teve uma prova complicada. Logo na primeira volta, John Pew viu-se envolvido num incidente e bateu no muro de pneus na primeira curva. Embora tivesse recuperado, passou para último e acabou por ser alcançado pelos líderes, mas numa tentativa de dobragem de Valiante no Corvette DP #90, este perdeu controlo e os dois chocaram ligeiramente. Pew veio às boxes com problemas mecânicos e só voltou mais tarde para rodar um pouco nas mãos de Oswaldo Negri Jr. com o objectivo de garantir pontos no campeonato.

Mas foi na segunda parte que tudo se decidiu. Na única paragem nas boxes a equipa de Chip Ganassi foi menos eficaz que a Action Express Racing, o que permitiu ao portuense João Barbosa sair das boxes no Corvette DP #5 na liderança. No entanto, logo nas primeiras voltas, os pneus frios de Pruett reagiram melhor e o americano ultrapassou Barbosa, que acabou por ser ultrapassado também por Jordan Taylor no Corvette DP #10, caindo para 3º lugar.

Os últimos 30 minutos da prova viram Pruett afastar-se um pouco para depois ser alcançado pelos dois Corvette DP, mas apesar de Barbosa ter feito a 2º melhor volta da corrida a 6 voltas do fim (só Negri foi mais veloz), o portuense perdeu terreno no fim e a pressão sobre Pruett ficou entregue a J. Taylor, com o veterano piloto americano a segurar a vantagem até ao fim. Para o português, que competia apenas pela segunda vez em Long Beach (em 1997 correu no Toyota Atlantic Championship), “foi uma corrida muito difícil”, acrescentando que “a posição em pista é tudo em Long Beach. Infelizmente os meus pneus demoraram um pouco mais a aquecer e perdi a liderança, mas não podia ter feito nada. Tentei que fosse uma corrida segura e foi uma boa prova. Estou ansioso para a próxima corrida em Laguna Seca. Não tínhamos resposta para os Ford com a sua velocidade em recta, mas foi realmente uma boa corrida.”

Para os P2, foi uma prova complicada. Apesar de ter circulado entre os da frente na primeira parte da corrida, o Morgan Nissan #42 da OAK Racing, que faz a sua estreia nas ruas de Long Beach, teve problemas com o motor de arranque na paragem nas boxes e perdeu terreno precioso que não conseguiu recuperar. Como explicou o chefe de equipa Philippe Dumas,“tivemos um problema com o motor durante a troca de pilotos e temos que verificar isso, porque é a primeira vez que isso aconteceu.” Tal como o outro conjunto presente em Long Beach com um chassis P2, a Extreme Speed Motorsports, Dumas continua insatisfeito com o balanço de desempenho, frisando que “é muito difícil para os carros P2 aguentar os carros DP, por isso temos que falar com a gestão do TUSC sobre isso,” depois do seu Morgan acabar por terminar a mais de 29 segundos dos líderes.

O HPD ARX-03b #1 da ESM ficou sem combustível no início da última volta, caindo de um possível resultado entre os cinco melhores para 7º. O escocês Ryan Dalziel, que conduzia nessa última volta, acredita que os protótipos poderão ter uma vantagem quando as temperaturas aquecerem mais para o verão, referindo que “uma das nossas vantagens e desvantagens é que somos muito suaves com os pneus Continental. Se tivermos um pneu ligeiramente mais mole, isso poderá ajudar a nossa performance. Para já, estamos com os mesmos pneus que o resto do pelotão, mas quando chegarmos às corridas mais quentes e tivermos temperaturas de pista acima dos 37 graus, aí penso que iremos sobressair.

© IMSA

© IMSA

GTLM: CORVETTE QUEBRA CÍCLO DE VITÓRIAS DA PORSCHE COM EXIBIÇÃO DOMINANTE

A Corvette Racing dominou a corrida do início ao fim, com Jan Magnussen e Antonio Garcia a garantirem assim a primeira vitória do novo Chevrolet Corvette C7.R. Depois de Magnussen ter garantido a Pole Position, a dupla europeia liderou 73 das 75 voltas, beneficiando, em regra geral, de uma vantagem acima de 8 segundos, muito por causa de Ed Brown no HPD ARX-03b #2 da ESM, que empatou todos os outros GTLM nas primeiras voltas.

Para o dinamarquês Magnussen, que obteve o seu 38º triunfo da carreira nas corridas norte-americanas, “foi uma vitória importante para a equipa. Desde Daytona temos um carro rápido. Apenas não conseguimos aproveitar ao máximo com os problemas de fiabilidade, tanto em Daytona, como em Sebring. Eu não podia estar mais feliz por mim, pelo Antonio e pela equipa inteira. Mas um grande obrigado ao Antonio. Ele fez todo o trabalho e abriu uma vantagem considerável. A última hora foi para mim uma espécie de férias. Eu apenas dei voltas à pista assegurando-me de que não cometia erros.”

Atrás destes dois a corrida foi bem diferente. O início da prova viu um grupo formar-se com os dois BMW Z4 GTE da BMW Team RLL, os dois Porsche 911 RSR da Porsche North America e o segundo Corvette. Ao mesmo tempo, o SRT Viper GTS-R #91 da SRT Motorsports, nas mãos de Marc Goossens, recuperava terreno depois de iniciar a prova da última fila da grelha (a equipa não teve vida fácil nos treinos e decidiu trocar os pneus para a corrida e cair alguns lugares na partida). O belga acabou por alcançar e dividir os dois Porsche (Richard Leitz ao volante do #911 e Michael Christensen pilotando o #912) que deixaram os dois BMW e o Corvette #4 fugir.

O BMW #55 tinha um dos espelhos retrovisores partidos e durante a paragem nas boxes foi obrigado a substituir a porta, acabando por ficar para atrás na luta pelo pódio. Por seu turno, o Porsche #911, já com Nick Tandy, colou-se de novo ao BMW #56 de Dirk Müller e ao Corvette #4 de Tommy Milner após as paragens mas rapidamente estes dois afastaram-se de novo, tendo até ao final da prova o americano Milner tentado ultrapassar o alemão mas sem êxito.

A Porsche segurou o 4º e 5º lugares apesar de Patrick Long, no Porsche #912, ter sofrido muita pressão de Bill Auberlen no BMW #56 nas últimas voltas. Para a BMW foi o terceiro pódio consecutivo, mas como refere o alemão Dirk Müller, “algumas vezes, há segundo lugares que vêm facilmente, mas este não foi um destes. O John (Edwards) fez um trabalho fantástico no início e realmente teve um bom arranque. Ele subiu uma posição e foi um sólido segundo. Com o protótipo à frente de todos os carro GTLM menos um, o primeiro lugar estava fora de alcance. Não houve neutralizações de corrida, o que foi bom para os espectadores mas infeliz para nós. Eu tive muita subviragem, significando que não podia atacar, mas o meu carro era suficientemente rápido para aguentar o Tommy Milner atrás de mim.”

Segue-se agora uma ligeira pausa, com o USCC a regressar em Laguna Seca, também na Califórnia, a 4 de Maio, com duas corridas de 2 horas, uma com os Protótipos e GTLM, como em Long Beach, e a segundo com os PC e GT Daytona.

USCC / Long Beach: Resultado Final

P.Cl.N.EquipaChassis / MotorTempo
1.P01Chip Ganassi RacingRiley Ford77 voltas / 1h40:46.184s
2.P10Wayne Taylor RacingCorvette DP+ 0.759s
3.P5Action Express Racing [ João Barbosa ]Corvette DP+ 4.251s
4.P42OAK RacingMorgan Nissan+ 29.247s
5.P90Spirit Of DaytonaCorvette DP+ 1:19.445s
6.P1Extreme Speed MotorsportsHPD ARX-03b- 1 volta
7.P2Extreme Speed MotorsportsHPD ARX-03b- 1 volta
8.GTLM3Corvette RacingCorvette C7.R- 2 voltas
9.GTLM56BMW Team RLLBMW Z4 GTE- 2 voltas
10.GTLM4Corvette RacingCorvette C7.R- 2 voltas
11.GTLM911Porsche North AmericaPorsche 911 RSR- 2 voltas
12.GTLM912Porsche North AmericaPorsche 911 RSR- 2 voltas
13.GTLM55BMW Team RLLBMW Z4 GTE- 2 voltas
14.GTLM91SRT MotorsportsSRT Viper GTS-R- 2 voltas
15.GTLM17Team Falken TirePorsche 911 RSR- 3 voltas
16.GTLM62Risi CompetizioneFerrari F458 Italia- 4 voltas
17.P07SpeedSourceMazda SKYACTIV-D- 6 voltas
18.GTLM93SRT MotorsportsSRT Viper GTS-R- 21 voltas
19.P60Michael Shank RacingRiley Ford- 38 voltas
20.P31Marsh RacingCorvette DP- 55 voltas
21.P70SpeedSourceMazda SKYACTIV-D- 74 voltas

Fontes (declarações): comunicados de imprensa da Action Express Racing, OAK Racing, Extreme Speed Motorsports, Corvette Racing e BMW Motorsport