Le Mans | Notícias | WEC

World Endurance Championship

Brabham regressa às pistas no Campeonato do Mundo de Resistência?

por Hugo Ribeiro, 24 de Setembro de 2014 Um Comentário

© Project Brabham

A Brabham prepara o seu regresso à competição em 2015. O campeonato escolhido? Nada mais, nada menos que o Campeonato do Mundo de Resistência. David Brabham está à frente do projecto que passa por colocar um LMP2 em 2015 no WEC, e três anos depois passar para a LMP1.

David Brabham pretende fazer regressar a equipa fundada pelo seu pai à competição. Não escondendo que o sonho é mesmo o regresso à F1, as etapas para lá chegar estão já bem definidas e não são menos ambiciosas: Um projecto LMP2 já para 2015 no WEC, e em 2018 a passagem para a LMP1 com um carro próprio. Tudo com a obrigatória passagem pelas 24 Horas de Le Mans, que David Brabham já conquistou em 2008.

Para lá chegar, meios também eles não menos ambiciosos: O arranque está já em marcha através do bem sucedido sistema de crowdfounding — que tem ajudado imenso projectos, de várias dimensões, nas areas das novas tecnologias e das industrias criativas — seguindo-se um misto de crowdfounding e métodos mais tradicionais. Com o arranque orçamentado em 250 mil libras, o objectivo passa por atingir os 8 milhões de libras.

“Demos inicio a uma jornada longa e desafiante para proteger e fazer regressar o nome Brabham ao controlo da família, e depois decidir qual o passo seguinte na jornada desta marca iconica,” afirma David Brabham, filho do fundador Jack Brabham, na página de crowdfunding do Project Brabham. “Sonho há imenso tempo com ver a equipa Brabham Racing de regresso às pistas, a vencer ao mais alto nível e a continuar o legado iniciado pelo meu pai quando fundou a equipa nos anos 60.”

O modelo não é muito diferente do que está a ser seguido pela Perrinn para construir o seu LMP1. Três aplicações web — Fãs, Pilotos e Engenheiros — serão disponibilizadas a todos que contribuírem, com diferentes contribuições a dar diferentes tipos de acesso. A plataforma para fãs irá disponibilizar acesso à telemetria, videos behind-the-scenes, comunicações rádio e até dados da estratégia de corrida. A plataforma para engenheiros irá providenciar acesso ao projectos de desenvolvimento técnicos, incluindo ao futuro LMP, providenciando ainda certificação a que estiver envolvido. A plataforma para pilotos, providenciará treino especifico através de e-learning, envolvendo nutricionistas, psicólogos, treinadores, etc.

Para os interessados em obter mais informações (e porque não contribuir para o regresso de uma equipa mítica), vale a pena uma passagem pela página de crowdfunding do Project Brabham.