Notícias | WEC

World Endurance Championship

Audi revalida Título Mundial de Construtores FIA WEC

por Press Release (edição: Hugo Ribeiro), 21 de Outubro de 2013 Sem Comentários

© Audi Motorsport

Audi defendeu cedo o seu Título no Campeonato Mundial de Resistência (WEC). O sucesso com o Audi R18 e-tron quattro foi alcançado pela Audi Sport Team Joest em circunstância peculiares: a chuva intensa em Fuji fez com que nem uma única volta fosse cumprida sob bandeira verde. No final, os lideres do Campeonato de Pilotos, Loïc Duval, Tom Kristensen e Allan McNish, foram os melhores classificados na segunda posição, enquanto que os colegas de equipa, Marcel Fässler, André Lotterer e Benoît Tréluyer, terminaram em quarto entre os LMP1. Consequentemente, o Título de Pilotos será discutido entre as duas equipas de pilotos da Audi nas restantes provas.

À sexta de oito provas do WEC, as condições meteorológicas levaram a melhor. Chuva continua obrigaram a direcção da corrida a começar a prova com o safety car em pista, mas a pista no sopé do Monte Fuji estava demasiado molhada para que a prova tivesse o seu arranque, pelo que os Comissários optaram por interromper a prova ao fim de oito voltas. Uma nova tentativa, atrás do safety car ao fim de duas horas e meia de interrupção, terminou 22 minutos depois. Após mais duas horas de paragem, os participantes arrancaram de novo atrás do safety car antes da corrida terminar de vez após uma volta. Os Comissários decidiram que forças de maior não permitiam o desenrolar norma da prova. Com resultado da decisão, os pilotos — devido à curta duração da prova — receberiam apenas metade dos pontos, mesmo que não tenham estado ao volante. Com duas provas a faltar, a Audi está fora do alcance no Mundial de Construtores com 66.5 pontos de vantagem.

Como melhor equipa Audi na prova, os lideres da classificação de Pilotos, Loïc Duval, Tom Kristensen e Allan McNish, que arrancaram da quarta posição, terminaram no segundo lugar, aumentando assim a liderança para os 40.75 pontos. Entre outras coisas, o Audi #2 beneficiou do facto do Toyota #8 — que havia qualificado na 2ª posição — não tenha podido ocupar o seu lugar na grelha. Assim, o carro teve de começar a prova das boxes, não sendo possível ultrapassar os mais atrasados com o safety car em pista.

O Audi #1 teve o azar do seu lado. Marcel Fässler, André Lotterer e Benoît Tréluyer lideraram inicialmente a prova ao saírem da primeira posição da grelha, mas com alguns destroços a entrar numa das entradas de ar para o motor, foi decidido proceder a uma paragem para reparações por motivos de segurança. A equipa realizou esta durante o segundo período de safety car, quando parecia haver perspectivas de uma melhoria do tempo, e de um recomeço da prova. Tal não aconteceu, e a chuva caiu ainda com mais intensidade com os Campeões Mundiais de 2012 a terem de se contentar com a quarta posição na sua classe, 26º lugar na geral. Pela primeira vez em praticamente um ano, os LMP da Audi assumiram formalmente a derrota. Daqui a três semanas, em Xangai, terá lugar a próxima prova do WEC onde a Audi poderá ter mais motivos para festejar dada a potencial decisão quanto ao Título de Pilotos.

Dr. Wolfgang Ullrich
, Director da Audi Motorsport: “Nós preferíamos ter oferecido uma grande corrida ao muitos entusiastas japoneses presentes, mas infelizmente, hoje o tempo não o permitiu. Ninguém nos poderá culpar por isso, e a corrida acabaria por ser cancelada com essa era a única decisão razoável: a segurança é sempre a principal prioridade. Estamos muito satisfeitos pelo Título Mundial, mesmo que gostássemos que o ter confirmado noutras circunstâncias. Estou certo de que os fãs japoneses poderão esperar por uma grande corrida aqui no próximo ano.”

Chris Reinke, Director do Projecto LMP: “Merecemos ganhar o Título Mundial porque mostramos grandes performances ao longo da temporada. Para a prova de Fuji, planeávamos um final bem diferente mas o tempo estragou tudo. Foi uma corrida muito estranha. A equipa pode estar orgulhosa por ter conseguido defender o Título Mundial.”

Ralf Jüttner, Director Técnico da Audi Sport Team Joest: “Nós conquistamos o Título Mundial, mas não há uma verdadeira alegria após a corrida de hoje. Infelizmente, não fizemos uma única volta sob bandeiras verdes. Naturalmente que gostaríamos de ter lutado com o nosso rival, numa competição genuína, mas não havia hipóteses disso acontecer hoje. Apesar dos pontos terem sido atribuidos, sentimos como não tivéssemos participado numa corrida.”

Loïc Duval, Audi R18 e-tron quattro #2:  “Tenho pilotado com frequência no Japão e há por aqui imensas corridas que acabam canceladas por idênticas condições. Os nossos carros são inguiaveis em tais condições... é como se tivesse num barco. Claro que como pilotos queremos sempre correr à frente dos nossos fãs mas esta foi a decisão correcta a tomar pela direcção de corrida.”

Tom Kristensen, Audi R18 e-tron quattro #2: “Já fiz muitas corrida em Fuji, e é sempre uma das pistas mais difíceis com a chuva. As nuvens pairam sobre a montanha durante imenso tempo, há muito nevoeiro e a visibilidade é muito pouca. O traçado, com colinas, picos e vales, que tanto adoramos, causa imensos lençóis de água, o que significa que há imenso aquaplaning. Nem sequer cheguei a sentar-me no cockpit. O Loïc Duval e os outros pilotos disseram que os nossos carros eram simplesmente inguiáveis aqui.”

Allan McNish, Audi R18 e-tron quattro #2: “Com esta chuva intensa, começar atrás do safety car e acabar a corrida foi a decisão acertada. Os nossos carros estão desenhados para serem conduzidos em condições secas. Claro que é uma pena para os fãs que aqui vieram vem o duelo Audi vs Toyota, mas mesmo que tivéssemos corrido, não haveria muitos carros em pista ao fim de algumas voltas.”

Marcel Fässler, Audi R18 e-tron quattro #1: “Quando vemos a quantidade de água que caia do céu, não restam dúvidas de que esta era a decisão certa. Obviamente que os espectadores que pareceram nas bancadas nas bancadas e queriam ver um corrida foram os que ficaram a perder, mas não seria bom para ninguém porque o aquaplaning iria criar situações criticas. Compreendo porque é que a corrida foi cancelada.”

André Lotterer, Audi R18 e-tron quattro #1: “Lamentamos mas simplesmente havia demasiada água em pista. Nós flutuávamos nos carros em vez de os pilotarmos. Não havia nada a fazer. Nem os carros nem os pneus foram desenhados para estas condições. Além disso, sofremos um pequeno azar hoje mas também há fins-de-semana assim.”

Benoît Tréluyer, Audi R18 e-tron quattro #1: “É difícil tomar uma decisão destas, mas não há duvidas de que foi a acertada porque a pista de Fuji é extremamente perigoso com tanta chuva. É melhor parar do que arriscar acidentes e já houve demasiados acidentes sérios em várias disciplinas automóveis ao longo desta temporada. É por isso que esta foi a decisão certa.”

Comunicado de Imprensa da Audi Motorsport