Notícias | WEC

World Endurance Championship

Audi abandona sistema ERS-H

por Hugo Ribeiro, 20 de Março de 2014 3 Comentários

© Audi Motorsport

Segundo declarações de Wolfgang Ullrich, a Audi terá abandonado a utilização do sistema de recuperação de energia dos gases do escape. O sistema, também apelidado de turbo eléctrico, parece não ter confirmado em pista os valores obtidos nas simulações em computador, colocando mesmo a fiabilidade em questão.

A Audi rumou a terras do Tio Sam nas últimas duas semanas para mais uma bateria de testes no Audi R18 e-tron quattro. Depois de uma passagem pelo Sebring International Raceway, onde esteve lado-a-lado com a Porsche durante uma jornada de seis dias, a equipa Alemã rumou ao Texas para três dias de testes no Circuitos das América em Austin, Texas. Numa entrevista (em video) a um site de noticias local, Wolfgang Ullrich revelou que a Audi não irá utilizar o sistema ERS-H.

“Trabalhamos bastante nele, mas... não providência o que esperávamos numa circuito real!” afirmou Dr. Wolfgang Ullrich, Director da Audi Motorsport ao site norte-americano statesman.com durante os testes em Austin, Texas. “Com risco na sua utilização sem o beneficio pretendido e o ponto de interrogação sobre a sua fiabilidade, não pretendemos seguir esse caminho.”

O sistema ERS-H (Energy Recovery System - Heat) aproveita os gases de escape nas fases de maior fluxo — e que normalmente seriam desperdiçados pela válvula wastegate, que actua quando atingida a pressão máxima no turbo — para converter a energia cinética e térmica destes gases em energia enviada para o volante de inércia (ERS-K). Para 2014, estava previsto que Audi, Porsche e Toyota utilizem-se ambas dois sistemas híbridos, mas a confirmarem-se as declrações de Ullrich, a Audi irá mesmo apostar em apenas um sistema. [consultar aqui mais informações sobre os sistemas híbridos que as equipas LMP1 irão usar em 2014].

YouTube Preview Image

Fonte: statesman.com (+video)