Le Mans | Notícias

24 Horas de Le Mans

Andy Palmer, Nissan: “Se permitirem que sejamos inovadores (…) então estamos extremamente interessados.”

por Hugo Ribeiro, 22 de Outubro de 2013 Um Comentário

© Nismo

No dia em que o Nissan ZEOD RC rodou publicamente pela primeira vez, antes do diluvio que cancelaria as 6 Horas de Fuji, uma entrevista divulgada pela Nissan a Andy Palmer, Vice-Presidente Executivo da Nissan, parece indicar os reais planos da Nissan para Le Mans em 2015. Um LMP1 sim... mas não à imagem dos restantes concorrentes.

O futuro da Nissan em Le Mans ficou, entre-linhas, praticamente esclarecido por Andy Palmer, Vice-Presidente Executivo da Nissan este fim-de-semana: a marca nipónica quer regressar, mas nos seus termos e condições, e essas parecem passar por convencer o ACO não só a aceitar a sua motorização, como também o seu actual chassis.

Falando da importância do protótipo que a Nissan colocará em na "Garagem 56" em Le Mans no próximo ano, Andy Palmer afirma que  “o Nissan ZEOD RC é um degrau muito importante e, estrategicamente, nos adoraríamos competir na classe LMP1. Se as regras nos restringirem de uma maneira que seremos apenas mais uma Audi ou Toyota, não iremos. Se permitirem que sejamos inovadores com novas tecnologias de motorização e de chassis, e sermos diferentes, então estamos extremamente interessados. Essencialmente o meu pedido à equipas é para que esta seja os Bad Boys, tanto dentro como fora da pista. Estamos apostados em esticar os limites das regras e da física. Se conseguirmos fazer tal, então não vejo porque razão não possamos lá estar em 2015.”

Embora Andy Palmer não o afirme taxativamente, o futuro da Nissan em Le Mans, pós-Garagem 56 deve passar mesmo por convencer FIA e ACO em aceitar um chassis que vá muito além do actual regulamento técnico. Inicialmente pensou-se que a questão passava apenas por testar a motorização antes de avançar para um LMP1, em conformidade com o regulamento técnico que entrará em vigor em 2014, mas parece que para a Nissan, o importante passa mesmo por ter uma monocoque com as dimensões previstas para 2014 — como é sublinhado a cada oportunidade — na esperança que possa vezes o que quer e bem lhe apetece em torno desta.

ZEOD RC Fuji

© Nismo

Mesmo que o "efeito uau" do modelo (que, relembramos, surgiu pela mão do mesmo Ben Bowlby  — agora Director para a Inovação Desportiva na Nissan — em 2012 como DeltaWing) já tenha passado, assim como o histerismo mediático causado pelo projecto que envolveu ainda a Don Panoz, Dan Guerney e a própria Nissan, o Departamento de Marketing de Nishi-ku, Yokohama, parece não pretender outra coisa que nãos seja colocar o ZEOD RC a competir na LMP1 pela vitória à geral.

Será muito difícil daquilo que Audi fez em 2005 convencendo o ACO a desenhar um regulamento que praticamente tornou a tecnologia diesel, na qual a Audi pretendia apostar, imbatível? Talvez não seja, mas se em 2005 a Audi era a única grande construtora envolvida em Le Mans, em 2015 haverá Audi, Toyota e a tão ansiada Porsche, a competir pelas regras ditadas.

YouTube Preview Image

Fonte: Comunicado de Imprensa da Nissan