Notícias | Portugueses | USCC

USCC / Belle Isle: Rescaldo

Action Express Racing vence em Detroit… mas não o #5 de João Barbosa

por Andrew Remedios, 2 de Junho de 2015 Sem Comentários

© IMSA

A prova do United SportsCar Championship em Detroit foi ganha pela Action Express Racing, mas não por João Barbosa e Christian Fittipaldi. Num evento dominado pela equipa, Barbosa perdeu o 2º lugar na última volta quando seguia atrás do companheiro de equipa Dane Cameron, o vencedor da corrida que contou apenas com os Protótipos, PC e GTD já que GTLM faz uma pausa para Le Mans.

O fim-de-semana começou bem para João Barbosa e Christian Fittipaldi no Corvette DP #5 da Action Express Racing. Depois de duas provas complicadas na Califórnia, o brasileiro Fittipaldi colocou o conjunto na Pole para a corrida e liderou a prova de início, abrindo até uma vantagem de sete segundos sobre o canadiano Michael Valiante no Corvette DP #90 da VisitFlorida.com Racing que tinha ultrapassado Ricky Taylor no Corvette DP #10 da Wayne Taylor Racing. Passados 33 minutos  de corrida saiu a primeira neutralização e foi aí que o piloto português assumiu o comando do Corvette DP líder da prova. No arranque, Jordan Taylor, agora no Corvette DP #10, ultrapassou Richard Westbrook no Corvette DP #90 e logo a seguir o próprio Barbosa, para agarrar a liderança da corrida.

Ao mesmo tempo Dane Cameron, que tinha rendido Eric Curran no outro Corvette DP (#31) da Action Express Racing avançava para a frente, ultrapassando Westbrook e Barbosa. Com apenas Jordan Taylor a sua frente, Cameron não se deixou ficar por aí e a 28 minutos do fim ultrapassou o Corvette DP #10. Barbosa passou então a tentar chegar ao 3º posto mas Jordan revelava-se difícil de bater. Atrás deles, Westbrook acabou por fazer um peão, perdendo o 4º lugar para Ozzy Negri no Ligier JS P2 #60 da Michael Shank Racing.

Quando tentava recuperar tempo para o primeiro lugar, e já na última volta, cometi um erro e entrei em pião

— João Barbosa

O fim da prova foi, no entanto, bastante animado. A 15 minutos do fim a bandeira amarela de neutralização de corrida saiu de novo devido à saída de pista dum Ferrari da categoria GTD que estava em 3º lugar na altura. O acidente foi causado por Jordan Taylor e o Corvette DP #10 foi penalizado com um drive-thru, caindo no arranque da corrida de 2º para 7º atrás do Mazda #07 que acabou por ultrapassar na última volta, terminado em 6º (5º entre os protótipos). Dane Cameron liderava por 3,5 segundos antes da neutralização mas com 9 minutos de corrida por realizar os dois Corvette DP da Action Express Racing voltaram a estar colados um ao outro. Barbosa passou ao ataque mas numa pista que começava a ficar húmido com a chuva que teimava em não chegar a chegar ao pouco no final da prova e todos os carros com pneus secos.

O piloto portuense fazia volta rápida atrás de volta rápida (incluindo um 1:24.106, um segundo mais rápido que qualquer outro carro) mantendo-se a meio segundo de Cameron. No entanto, na última volta, quando a chuva começou a cair mais forte, Barbosa fez um peão, deixando ir Cameron e, pior ainda, perdendo um lugar para Negri, que levaria o Ligier JS P2 #60 do nada ao pódio e ao segundo lugar fruto dos erros dos outros num dia em que o LMP2 não conseguia aguentar o ritmo dos Corvette DP. Por seu lado, Barbosa teve que se contentar com o 3º lugar final depois de se defender muito de Joey Hand no Riley Ford EcoBoost #01 da Chip Ganassi e Westbrook no Corvette DP #90 nas últimas curvas.

© IMSA

© IMSA

Foi a primeira vitória do conjunto Dane Cameron / Eric Curran, com Cameron a mostrar os dotes que lhe permitiram conquistar o título em GTD no ano transacto e levando a dupla ao terceiro lugar no campeonato com 148 pontos. Depois de Barbosa e Fittipaldi terem perdido a liderança do campeonato em Laguna Seca para Westbrook e Valiante, o resultado de Detroit permitiu à dupla luso-brasileira colar-se de novo à liderança, empatando com Valiante e Westbrook nos 156 pontos.

“Foi um bom fim de semana para a equipa Action Express Racing, com o 1º e 3º lugar,” afirmou João Barbosa em exclusivo ao Le Mans Portugal. “Parabéns ao carro #31 que fez uma excelente corrida. Voltamos a estar entre os mais competitivos e isso era o mais importante. Infelizmente a corrida para nós não correu da melhor maneira, pois pretendemos sempre alcançar a vitória, mas tal não aconteceu. Lideramos uma parte da corrida, mas a situação que viria a determinar o desfecho da corrida seria uma situação de safety car em que o carro que liderava o grupo para a partida era um GT! Quando nos preparávamos para efectuar o arranque e já em aceleração o GT, um Porsche, decide travar e apanhou-me desprevenido, tendo eu que evitar o contacto, e aí perdi a 1ª posição.

As condições meteorológicas foram também muito instáveis o que tornou a corrida muito difícil.Quando tentava recuperar tempo para o primeiro lugar, e já na última volta, cometi um erro e entrei em pião. Felizmente perdi só uma posição. Com este 3º lugar final saímos de Detroit empatados na liderança do campeonato o que era um dos objectivos. Vamos agora esperar que as próximas corridas corram bem, mas uma coisa é certa, vai ser um campeonato muito disputado até final!”

A prova ficou marcado por um acidente aparatoso no final da corrida. Depois de Jan Heylen ter despistado o seu Porsche GTD na primeira curva no início da última volta, depois da bandeira de xadrez, e com forte chuva, mais um GTD, desta vez o Aston Martin de James Davison fez um peão de embateu no camião de serviço que socorria o Porsche sinistrado de Heylen. Mais dois GTD juntaram-se ao incidente. Infelizmente um dos comissários de pista ficou gravemente ferido mas, à data de publicação desta notícia, se encontrava em estado estável num hospital de Detroit com costelas partidas, um pulmão colapsado e lesões no baço e rins que não necessitam de cirurgia. Os votos de melhoras para este comissário que faz parte de um grupo indispensável para que as corridas sejam seguras para todos, dentro e fora da pista.

YouTube Preview Image

A próxima prova do United SportsCar Championship será no final de Junho com as 6 horas de Watkins Glen que conta também como a 3ª corrida da Taça de Resistência e onde estarão presentes todas as categorias. Antes disso teremos as 24 horas de LeMans, onde estará presentes, para além de muitos pilotos e equipas (da GTLM), o nosso João Barbosa, na equipa de Krohn Racing, com o Ligier JS P2 na categoria LMP2, tentando conquistar a vitória numa classe bastante combativa.

USCC / Laguna seca: Corrida

P.ºN.Cl.EquipaChassis / MotorVLTDif.P.º Cl.
1.º31PAction Express RacingCorvette DP59(1h40:49.112s)[ 1.º ]
2.º60PMichael Shank RacingLigier JS PS259+18.631s[ 2.º ]
3.º5PAction Express Racing [ Barbosa ]Corvette DP59+19.207s[ 3.º ]
4.º01PChip Ganassi RacingRiley DP59+20.391s[ 4.º ]
5.º90PVisitFlorida.com RacingCorvette DP59+21.513s[ 5.º ]
6.º8PCStarworks MotorsportORECA FLM0959+45.524s[ 1.º ]
7.º10PWayne Taylor Racing Corvette DP59+46.080s[ 6.º ]
8.º07PSpeedSource Mazda59+46.593s[ 7.º ]
9.º85PCJDC/Miller MotorsportsORECA FLM0959+1:01.774s[ 2.º ]
10.º38PCPerformance Tech MotorsportsORECA FLM0959+1:17.299s[ 3.º ]
11.º23GTDTeam Seattle/Alex Job RacingPorsche 911 GT America 57 -2 voltas[ 1.º ]
12.º007GTDTRG-AMRAston Martin V12 Vantage57 -2 voltas[ 2.º ]
13.º48GTDPaul Miller RacingAudi R8 LMS57 -2 voltas[ 3.º ]
14.º22GTDAlex Job RacingPorsche 911 GT America 57 -2 voltas[ 4.º ]
15.º73GTDPark Place MotorsportsPorsche 911 GT America 57 -2 voltas[ 5.º ]
16.º97GTDTurner MotorsportBMW Z457 -2 voltas[ 6.º ]
17.º44GTDMagnus Racing Porsche 911 GT America 56-3 voltas[ 7.º ]
18º58GTDWright MotorsportsPorsche 911 GT America 54-5 voltas[ 8.º ]
19.º54PCCORE autosportORECA FLM0954-5 voltas[ 4.º ]
20.º63GTDScuderia CorsaFerrari 458 Italia46-13 voltas[ 9.º ]
21.º11PCRSR RacingORECA FLM0938-21 voltas[ 5.º ]
22.º52PCPR1/Mathiasen MotorsportsORECA FLM0932-27 voltas[ 6.º ]
23.º33GTDRiley MotorsportsDodge Viper SRT22-37 voltas[ 10.º ]