GT / Protótipos | Notícias | Portugueses

24 horas de Nurburgring

Acidente aparatoso no Nordschleife leva à suspensão temporária dos GT3 e GT4

por Andrew Remedios, 7 de Abril de 2015 Sem Comentários

© NISMO

No último fim-de-semana de Março o campeonato VLN arrancou como sempre, com a primeira prova no Nurburgring-Nordschleife, mas desta vez foi também palco de um acidente fatídico em que um espectador faleceu e vários ficaram feridos quando um Nissan GT3 capotou por sobre as redes de protecção. No dia seguinte o organismo alemão dos desportos motorizados decidiu suspender provisoriamente das competições no circuito os GT3 e GT4 enquanto se analisa a situação.

O Nurburgring, na sua mítica variante do Nordschleife, é o anfitrião do VLN, um campeonato com identidade própria mas intrinsecamente ligada às míticas 24 horas de Nurburgring, já que muitas equipas e marcas utilizam o VLN para testar os seus carros e para se qualificar e preparar para a prova. A época de 2015 arrancou com a primeira prova de 4 horas no dia 28 de Março mas ficou manchada com uma notícia triste que poderá marcar novamente uma das poucas pistas que se mantém quase intocada desde seus tempos iniciais. Ao fim de 68 minutos a corrida foi interrompida quando o britânico Jann Mardenborough saiu de pista na secção Flugplatz no Nissan GT-R NISMO GT3 #23. O Nissan levantou voo, praticamente, numa ligeira subida de forma muito semelhante ao que ocorreu com os protótipos Mercedes CLR em Le Mans, em 1999. No entanto, neste caso, do outro lado das redes de protecção não estavam apenas árvores, mas também espectadores. O Nissan aterrou no solo virado ao contrário tendo atingido vários espectadores. A corrida foi de imediato interrompida para permitir o fácil e rápido acesso ao local das equipas de emergência. Mas apesar dos esforços da equipa médica no circuito um dos espectadores faleceu, enquanto outros foram tratados no local e alguns levados ao hospital. O piloto Mardenborough conseguiu sair do Nissan e foi tratado no centro médico e no hospital, mas sem ferimentos de maior. Um dia triste para o automobilismo. A corrida, obviamente, não foi reatada.

A Nissan emitiu um comunicado de imprensa que refere, entre outras coisas, que “os eventos de hoje foram uma tragédia. Nós estamos profundamente chocados e os nossos pensamentos imediatos vão para o falecido, os feridos e suas famílias e amigos.” Salienta depois que “a equipa está a colaborar completamente com os organizadores da corrida para conduzir uma investigação imediata e completa do incidente.” Em relação ao piloto Mardenborough, A marca nipónica divulgou mais tarde que “completou uma série de testes médicos e foi-lhe dado alta do hospital, mas naturalmente ele está angustiado com o resultado do acidente.”

Recorde-se que Jann Mardenborough é mais um dos pilotos da Nissan que chegaram às competições fruto do programa GT Academy. Houve um mal-intencionado ex-piloto pouco sucedido em Fórmula 1 (que não merece menção directa) que partilhou uma opinião negativa contra os pilotos da GT Academy. Felizmente poucos pensam assim, e o próprio Mardenborough, tal como Lucas Ordonez, já demonstrou que o programa funciona. As imagens do acidente demonstraram que algo fez levantar a parte de frente do carro e pouco ou nada um piloto poderia fazer, tal como aconteceu a Mark Webber e Peter Dumbreck em 1999.

No dia seguinte à prova o organismo alemão de desportos motorizados, Deutscher Motor Sport Bund (DMSB), foi rápido em anunciar a proibição temporária das categorias SP7, SP8, SP9, SP10, SP-X e SP-PRO de competirem em provas sob o seu égide, nas quais se incluem o VLN e as 24 horas de Nurburgring. Entre estas categorias se contam carros do estilo Porsche Cup (SP7), GT3 (SP9), GT4 (SP10), GTs com motores maiores (SP8) e GTs/Protótipos GT especiais (SP-X). O presidente da DMSB Christian Schacht explicou que a decisão era necessária enquanto averiguam cuidadosamente o que se passou. Schacht acrescentou que “não podemos e não iremos voltar ao normal depois dum acidente deste género”, prosseguindo com o facto de “estamos todos ainda profundamente chocados e os nossos pensamentos estão com as famílias da vítima. A segurança dos participantes e especialmente dos espectadores tem que ser a prioridade máxima. Por esse motivo iremos analisar o que causou o acidente e depois discutir e implementar as alterações necessárias antes de permitir que as seis categorias voltem aos eventos.” A polícia apreendeu o Nissan como parte da sua investigação, por isso, nem a equipa Nissan nem os oficiais da corrida puderam analisar os dados nem verificar as filmagens a bordo, tornando difícil explicar o que se passou para já.

As 24 horas de Nurburgring são já daqui a mês e meio, e a prova de qualificação estava programada para os dias 11 e 12 de Abril. A segunda prova do VLN está planeada para o último fim-de-semana de Abril. Nada foi dito sobre o destino destas provas até agora, parecendo difícil que a investigação e a implementação de melhorias sejam realizadas até ao dia 11 de Abril, pelo menos. Pedro Lamy participou na prova com a Aston Martin Racing em SP9 fazendo parte da equipa para as 24 horas, para já.

O Nordschleife é um dos poucos circuitos que mantém praticamente o seu traçado original, bastante sinuoso e perigoso como a sua alcunha Inferno Verde (Green Hell) exemplifica. Esta parte do circuito está vedada a competições para motocicletas, GTs de alta gama (os antigos GT1), Protótipos (como o Audi R18 e Toyota Hybrid) e Fórmula 1, decisões tomadas ao longo das últimas décadas devido à perigosidade do circuito e às fatalidades que aí foram ocorrendo. Foi aqui que Niki Lauda teve um acidente aparatoso em 1976 num Fórmula 1, no Bergwerk, com o seu Ferrari a incendiar-se ficando o austríaco gravemente queimado em virtude de ter ficado preso no carro, sendo salvo por vários outros pilotos. Foi o último GP de Fórmula 1 numa pista que, durante os 10 anos anteriores, muitos pilotos temiam e ponderaram boicotar várias vezes (acabaram por fazê-lo uma vez, mas o pedido de Lauda em 1976 tinha sido rejeitado pelo maior parte dos pilotos...).  Veremos nas próximas semanas ou meses qual será a próxima etapa de vida do velho Nurburgring.

Fontes: comunicados de imprensa da DMSB e Nissan, e DailySportsCar