Grand Am | Notícias | USCC | WEC

World Endurance Championship

8Star Motorsports mantém interesse no WEC para 2014 e no projecto LMP2

por Hugo Ribeiro, 15 de Setembro de 2013 Sem Comentários

Em declarações proferidas este mês à revista inglesa Autosport, Enzo Potolicchio, dono da 8Star Motorsports e vencedor do WEC LMP2 2012 (então com a Starworks Motorsport), reafirmou a sua vontade de se manter ligado ao Campeonato do Mundo de Resistência (WEC), e que o sonho de o fazer de novo na LMP2 está ainda presente.

Depois de ter vencido a Taça Mundial WEC LMP2 com a Starworks Motorsports em 2012, Enzo Potolicchio acabaria por terminar a sua ligação à estrutura de Peter Baron e fundar a sua própria equipa, a 8Star Motorsports. Para 2013, Potolicchio pretendia defender o seu título na LMP2, com o mesmo HPD ARX-03b, mas o projecto acabaria por não conseguir reunir os meios necessários. Ainda assim, a 8Star Motorsports avançou para o WEC com um Ferrari 458 Italia na classe GTE Am — com o português Rui Águas como um dos pilotos — estando activamente na discussão pelo título.

A equipa arrancou também com um programa no Grand Am, onde actualmente compete com dois Corvette DP, e com a possibilidade de em 2014 pode competir com um LMP2 no novo United SportsCar Racing (USCR), a ideia de regressar à classe LMP2 no WEC está de novo em estudo. “Nós iremos definitivamente estar de novo no WEC, e espero que em LMP2,” afirmou Potolicchio ao Autosport inglês.“Iremos fazê-lo com a nossa própria estrutura, e temos já uma base no Reino Unido.” Quanto à escolha de chassis, a HPD parece ser uma carta fora do baralho, com a equipa a ponderar entre o Morgan LMP2 e o Oreca 03.

Curioso é o plano para o USCR: com as incertezas criadas pelas dúvidas na equivalência LMP2/DP, Potolicchio afirma que irá colocar em pista, pelo menos, um dos dois Corvette DP e um LMP2, com o principal alinhamento de pilotos a alterar entre o DP e o LMP2 conforme o circuito, pois acredita que haverá circuitos mais apropriados ao DP e outros ao LMP2. Até porque espera que o regulamento não obrigará os pilotos a competir no mesmo carro, e que a equipa não será também prejudicada por não usar sempre o mesmo chassis.

Fonte: Edição impressa do Autosport inglês